CNN Brasil fecha operação no Rio e reduz quadro

Buscar

CNN Brasil fecha operação no Rio e reduz quadro

Buscar
Publicidade

Mídia

CNN Brasil fecha operação no Rio e reduz quadro

Emissora diz que a prioridade para 2023 será fortalecer o DNA, focado em hard news, e readequar custos


1 de dezembro de 2022 - 15h50

Monalisa Perrone, da CNN Brasil

Monalisa Perrone foi uma das âncoras desligadas da emissora (Crédito: Reprodução/YouTube)

A CNN Brasil promoveu uma grande reestruturação em seus negócios nesta quinta-feira, 1 de dezembro. A emissora fechou a redação do Rio de Janeiro, criada desde o início da operação do canal brasileiro, em maio de 2020.

Em comunicado enviado aos funcionários nesta quinta-feira, 1, ao qual a reportagem teve acesso, a CNN Brasil informa que a reestruturação têm dois objetivos principais: “fortalecer o DNA do canal, focado em hard news, e readequar custos, ajustando a empresa ao cenário econômico do País, criando as condições para atingir o equilíbrio financeiro (breakeven) em 2023 e voltar a crescer.”

Junto com o fim da sucursal do Rio de Janeiro, a CNN Brasil também demitiu vários jornalistas, entre eles âncoras como Monalisa Perrone, Marcela Rahal, Isabella Faria e Gloria Vanique.

Em sua coluna no UOL, o jornalista Ricardo Feltrin contabiliza que mais de 120 profissionais teriam sido desligados da CNN nesta quinta-feira, 1. O canal não comentou oficialmente sobre as demissões.

Cortes acontecem em início de nova gestão

Os cortes e redução de custos acontecem semana depois de uma mudança no comando da operação do canal. No fim de outubro, João Carlos Camargo foi anunciado como o novo chairman executivo, além de novo sócio do canal de notícias. O novo executivo assumiu o lugar de Rubens Menin, investidor do canal, na presidência do conselho administrativo da CNN Brasil. Menin, no entanto, segue como sócio da operação.

Há dez dias, Renata Afonso, então CEO do canal, anunciou sua saída da CNN Brasil. De acordo com a emissora, a decisão partiu de Renata.

O comunicado interno divulgado pela CNN Brasil também diz que “as mudanças incluem a readequação de programas, assim como da grade” e que “o selo CNN Soft será remodelado para 2023”.

A marca CNN Soft foi uma das principais movimentações feitas por Renata Afonso durante sua sugestão. A executiva achou importante ampliar o conteúdo do canal para além do hard news, incluindo atrações voltadas a comportamento, viagens e outros temas.

Agora, de acordo com o comunicado, essa área deverá perder espaço diante da priorização do hard news.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Anunciantes e Kantar criam novo player de medição de audiência nos EUA

    Anunciantes e Kantar criam novo player de medição de audiência nos EUA

    Chamada de Aquila, plataforma é fruto de coalização entre Associação dos Anunciantes, Kantar, Meta, Amazon e TikTok

  • Pinterest lança ferramentas de IA para criativos e performance

    Pinterest lança ferramentas de IA para criativos e performance

    Recursos estão sob guarda-chuva do Pinterest Ad Labs, novo programa de inovação da plataforma para marcas selecionadas testarem os protótipos