A pergunta de milhões: como entrar na conversa e se conectar com seu público?

Buscar

A pergunta de milhões: como entrar na conversa e se conectar com seu público?

Buscar
Publicidade

Opinião

A pergunta de milhões: como entrar na conversa e se conectar com seu público?

O digital está sempre mudando e permitindo novas abordagens e novas formas de interação

Preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem:


8 de novembro de 2023 - 14h00

Está cada vez mais difícil entrar na conversa hoje no digital. Tem muita gente falando e a concorrência é bem forte: realities, influenciadores, nosso círculo social, memes, trends…a lista não tem fim. No meio desse mar de novidades, o grande desafio para as marcas é conseguir chamar atenção na timeline do seu público-alvo.

Um estudo global da DataReportal mostra que o Brasil é o segundo país com mais pessoas em frente a uma tela! Uma média de 56,6% das horas acordadas rolando linhas do tempo infinitas no smartphone, imagina quanto conteúdo é consumido nesse tempo? Então temos a pergunta de milhões: Como driblar Casimiro,Tik Tok, páginas de fofoca e afins para, além de falar, se conectar com seu público? A resposta é simples, mas não fácil: com Branded Content.

Voltando uns passinhos e explicando esse conceito. É sobre encontrar um jeito orgânico, autêntico e relevante de transmitir a mensagem de uma empresa ao público. Quando falamos dessa estratégia, é possível criar considerando o universo da marca, mas também entendendo o universo do target.

Uma pesquisa da StackAdapt mostra que 40% dos consumidores tendem a confiar em uma instituição após serem impactados por um Branded Content. Porque fazer conteúdo não é só vender seu produto/serviço, mas também socializar, conversar. Ficar só falando de si leva a um distanciamento. É aquela coisa: por que eu vou seguir uma marca que só faz publi o tempo todo?

Em vez de ser associada a anúncios – que são frequentemente ignorados ou mal recebidos – a empresa passa a ser conectada com serviço/ajuda e entretenimento, que possuem muito mais valor ao consumidor. As pessoas querem conteúdo.

Aliás, pense na importância do assunto. Cada um criado diariamente pela sua marca. É o principal contato com seu consumidor, uma constante conversa que todos os dias tem várias e várias oportunidades de construir essa conexão de um jeito divertido e interessante. Então, sendo um diálogo, não pode ser um monólogo.

Para inspirar e tangibilizar a fundo sobre o Branded Content, compartilho aqui um case que participei recente na BKR, agência da qual sou diretora de criação. Recebemos o desafio de fazer uma virada de chave no conteúdo da Catuaba Selvagem, levando a mesma no sentido do humor. Então, na campanha “Seja o que for, seja Selvagem”, trouxemos de volta o Jornal Jornal, quadro icônico do grupo Hermes e Renato que trazia notícias fictícias e divertidas. A marca está presente, aparece, falamos sobre ela, mas tudo isso acontece dentro de um storytelling orgânico cocriado 100% com essa trupe que marcou o humor nos anos 2000.

Bom, pra fazer conteúdo, Branded Content, não dá pra ter medo. O digital está sempre mudando e permitindo novas abordagens e novas formas de interação. Influenciadores, eventos, ativações, trends, podcasts, histórias, séries… o insight para esse tipo de campanha pode estar em tudo. E você pode transformar a pergunta em uma solução de milhões.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • A divisão do trabalho

    Após a onda de pulverização do trabalho de marketing em agências com diferentes expertises, veremos menos agências e mais disciplinas sob um mesmo teto

  • Construir marcas é deixar marcas na vida das pessoas

    Embora a disciplina não seja ilusão, o marketing bem-sucedido também requer doses grandes de magia