Criação de comunidades e base de fãs

Buscar

Criação de comunidades e base de fãs

Buscar
Publicidade

Opinião

Criação de comunidades e base de fãs

O que diferentes perfis de eventos têm a ver com experiência de marca e influência


5 de janeiro de 2024 - 14h00

O mercado publicitário tem grandes desafios no seu dia a dia para a criação de campanhas que conversem e engajem o público-alvo. Clientes mais exigentes e a busca por conexão entre marcas e consumidores explodem durantes as reuniões de briefings entre agências e marcas. Por isso resolvi escrever este artigo, não em tom professoral, mas com a intenção de entendermos, juntos, alguns aspectos e caminhos que fazem com que esse objetivo seja alcançado da forma esperada.

Quando falamos em eventos de experiência de marca, abre-se um grande e importante caminho de possibilidades. E não estou falando de eventos tradicionais como shows, gincanas etc… Vamos além, pois a essência de uma experiência real é completamente diferente daquele que tem um palco e um público separado para assistir. A experiência (como o próprio dicionário define: experimentação; qualquer conhecimento obtido por meio dos sentidos), precisa penetrar dentro do coração e fixar na mente do consumidor.

E quando cruzamos com o pilar da influência, vemos os influenciadores que conseguem traduzir toda essa essência de promover uma experiência, convidar o público a participar com ele e estar junto, dividindo aqueles momentos e acontecimentos. Os influenciadores fazem isso no seu dia a dia, conseguem penetrar corações e mentes com tanta facilidade que não criam seguidores, mas constroem comunidades e bases de fãs.

Dito isso, o que as marcas e os influenciadores têm em comum?

De um lado temos quem quer promover a experiência e do outro lado quem consegue traduzir a experiência em engajamento e conexão consumidor-marcas. Um bom exemplo foi a Mega Live de Casas Bahia na Black Friday deste ano, em que levaram Rodrigo Faro e Blogueirinha para apresentar a live de ofertas, porém o grande desafio estava em levar as pessoas para a loja física onde acontecia a live. Era um convite para as pessoas terem a experiência real com os influenciadores e consequentemente a experiência imersiva dentro da loja física.

Com este exemplo conseguimos ver que o poder do influenciador alinhado a um bom evento pode gerar conexão entre marcas e consumidores. Obviamente, quando a marca mira nas comunidades, corações e mentes estão muito mais favoráveis a se conectar com a marca e, somado a uma experiência com influenciadores, esse match fica ainda mais perfeito.

Também é imprescindível estar atento aos eventos promovidos pelos influenciadores, analisar e entender como eles podem afetar negativamente a experiência dos consumidores com a marca devido a polêmicas e questões que fogem do controle da narrativa das marcas e das agências. Os influenciadores estão cercados de fãs e de haters, e algumas interligações entre o influenciador e a marca podem ser verdadeiros desastres para sua reputação.

O grande desafio das marcas é encontrar a experiência e o match perfeito, entender a essência que quer ser transmitida, para qual público, como ela será executada para despertar tais sentidos e quem serão os influenciadores que estarão dividindo ou participando com as pessoas. É trabalhoso, mas enormemente satisfatório.

É muito importante contar com profissionais especializados e que conhecem de fato e a fundo o mercado de influência antes de ouvir as áreas de patrocínio ou marketing das empresas que tendem a olhar apenas para nomes e eventos que estão “em alta”, mas muitas vezes sem o match ideal para o público. Ter conhecimento para mitigar qualquer tipo de problema que possa surgir para a reputação das marcas é essencial nessa relação.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • O que as conversas de bastidores do Web Summit Rio dizem sobre o futuro da tecnologia?

    Conversei, observei e andei bastante pelo Riocentro e decidi compartilhar 3 percepções que me chamaram muita atenção nas conversas

  • Sobre barreiras transponíveis

    Como superar os maiores desafios do marketing com a gestão de ativos digitais