Sete anúncios inspirados em Donald Trump

Buscar

Comunicação

Publicidade

Sete anúncios inspirados em Donald Trump

O presidente americano, que completou cem dias no cargo, já foi fonte de inspiração para marcas como Dove, The New York Times, Diesel e outras


2 de maio de 2017 - 9h39

No último sábado, 29, Donald Trump completou cem dias de governo. Durante esse período, o presidente dos Estados Unidos já foi fonte de inspiração para várias marcas. O Advertising Age selecionou aqueles considerados os melhores anúncios envolvendo o presidente desde o dia da sua posse.

37.5 Technology
Apenas com um dia de Trump na presidência, a empresa de moda 37.5 e a agência WorkinProgress enviaram ao mandatário um jogo de cama na esperança de que ele conseguisse uma melhor noite de sono e parasse de tuitar às três da manhã.

1

Delicato “Fatos Alternativos”
Uma polêmica em torno da foto comparando a presença de americanos na posse de Trump e a de Barack Obama. Na ocasião, a porta-voz de Trump, Kelly-Anne Conway, cunhou o termo “fatos alternativos”. A marca de bolo escandinavo Delicato fez sua própria declaração “fake news” de que 13,2 milhões de suecos comem uma de suas receitas em um anúncio da DDB Estocolmo. A população da Suécia, no entanto, é de 9,7 milhões de habitantes.

2

Dove “Fatos Alternativos”
Em um anúncio de duas páginas publicado no Reino Unido para promover sua linha de desodorantes a marca utilizou a comparação entre “fatos alternativos” e “fatos reais” em uma campanha criada pela Ogilvy U.K.

3

84 Lumber “The Journey”
Durante o Super Bowl, a empresa de materiais de construção 84 Lumber exibiu um comercial que, inicialmente foi rejeitado pela Fox pelo tema controverso. Ele tratou do Trump´s Wall em referência ao muro que Donald Trump se propôs a construir na fronteira com o México. A marca conta a história de uma mãe e filha do México que tentam transpor uma barreira e atravessar a fronteira para os Estados Unidos.

Audible
Em uma campanha exibida no Oscar, a Audible trouxe o ator Zachary Quinto (“Star Trek” e “Heroes”) lendo um trecho do romance de George Orwell: “Se fosse permitido o contato com estrangeiros, descobriria que eles são criaturas semelhantes”, dizia um dos trechos.  A campanha foi criada internamente e dirigida por Morgan Neville da Radical Media.

A verdade é difícil
Também durante o Oscar, o New York Times lançou sua campanha para em torno das notícias falsas em uma ação da Droga5 de Nova York que ilustrou o quanto é difícil encontrar a verdade no ambiente caótico e barulhento de hoje.

Diesel “Faça amor não faça muros”
Marcas de moda também mergulharam na conversa sobre o muro de Trump. A Diesel estreou seu próprio anúncio, dirigido pelo fotógrafo David LaChappelle que retratou uma barreira de concreto adornada com arame farpado, separando os bailarinos de várias etnias, religiões e orientações sexuais.

Com informações do Adversiting Age

 

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • trump

  • campanhas

  • dove

  • diesel

  • estados unidos

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”