WPP confirma fusão de Y&R e VML

Buscar

Comunicação

Publicidade

WPP confirma fusão de Y&R e VML

Nova VMLY&R será liderada globalmente pelo CEO da VML, Jon Cook, e terá desdobramentos no Brasil, onde as duas agências estarão unidas até o início do ano que vem

Alexandre Zaghi Lemos
26 de setembro de 2018 - 8h41

O Grupo WPP confirma oficialmente nesta quarta-feira, 26, a fusão entre duas de suas redes globais. A Y&R e a VML se unem para formar a nova VMLY&R, que será liderada globalmente pelo CEO da VML, Jon Cook. Já David Sable, ex-CEO global da Y&R, ocupará interinamente o posto de chairman para apoiar a transição, que deverá estar concluída no início de 2019, mas depois disso deverá ser deslocada para nova função no WPP.

Na VML desde 1996, Jon Cook passou a responder como CEO global da rede em 2011. De lá para cá, a agência passou de 30 funcionários em Kansas, no Missouri, para mais de 3 mil espalhados em 33 escritórios sediados em 15 países. A Y&R, até então comandada por Sable, é bem maior: tem cerca de 190 escritórios em 93 países. A nova VMLY&R somará mais de 7 mil funcionários.

O movimento tem desdobramento no Brasil, onde se unirão a Y&R, que é a líder em compra de mídia no País, atualmente liderada pelo CEO David Laloum, e a VML, presente no mercado nacional desde 2011 e comandada por Fernando Taralli. No Brasil, as duas agências integram o Grupo Newcomm, do CEO Marcos Quintela.

O principal objetivo da fusão articulada por Mark Read, novo CEO do Grupo WPP, é oferecer um serviço mais integrado, digital e criativo, além de diminuir a quantidade de marcas do portfolio da holding, o que se desdobrará em outras fusões.

No comunicado oficial, o WPP elogia a VML como “uma das agências mais voltadas para o futuro no mercado atual, combinando criatividade premiada com profundo conhecimento em marketing digital”. Em 2018, a VML está listada entre as dez agências mais criativas do mundo do A-List, do Ad Age, pelo terceiro ano consecutivo.

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”