Depredação de bikes não impacta estratégia da Yellow

Buscar

Marketing

Publicidade

Depredação de bikes não impacta estratégia da Yellow

Empresa diz que suas peças não se adaptam a outros modelos e já recuperou bicicletas roubadas pelo sistema de GPS

Thaís Monteiro
23 de agosto de 2018 - 16h45

(Crédito: Ricardo Ribeiro)

Nessa última semana circulam pelas redes sociais algumas imagens de bicicletas da startup Yellow depredadas e com peças retiradas em diversos pontos da cidade de São Paulo. As bikes – cerca de 500 – foram distribuídas pela capital na primeira semana de agosto, iniciando a atuação da Yellow na região. A expectativa da empresa é colocar 20 mil modelos em circulação até o final do ano.

As ocorrências de vandalismo, no entanto, não foram surpresa para a startup. Em comunicado enviado ao Meio & Mensagem, a Yellow afirma que esse número foi menor do que o esperado: “Por mais que as imagens das bikes Yellow envolvidas em casos de vandalismo e furtos sejam chocantes, o número total dessas ocorrências na cidade de São Paulo está abaixo do previsto e não preocupam as operações da empresa”, diz o texto.

A Yellow funciona sem estações, permitindo que o usuário possa fazer o transporte para onde desejar, sem a necessidade de estacionar a bicicleta em espaços reservado, como acontece na dinâmica do Itaú, por exemplo. Para ter acesso a um modelo, o cliente deve procurar por bikes próximas à ele através do aplicativo do serviço, que funciona com GPS. Esse sistema, de acordo com a empresa, também teve participação importante na recuperação das bikes depredadas. “Todas as bicicletas Yellow são rastreadas por sistema GPS – o que já evitou episódios indesejados e ainda levou à recuperação de bicicletas e à apreensão de pessoas envolvidas nesses casos”.

Em relação às peças arrancadas das bicicletas, a empresa informa que não são proveitosas em outros modelos de bikes, pois foram desenvolvidas com exclusividade para Yellow.

Confira o posicionamento da Yellow na íntegra:

Por mais que as imagens das bikes Yellow envolvidas em casos de vandalismo e furtos sejam chocantes, a marca, pioneira no ramo de soluções de mobilidade urbana individual no Brasil, afirma que o número total dessas ocorrências na cidade de São Paulo estão abaixo do previsto e não preocupam as operações da empresa.

Ainda ressalta que, para evitar casos como estes, as suas bicicletas foram desenvolvidas com peças exclusivas, que não se adaptam a outros modelos. Além disso, todas as bicicletas Yellow são rastreadas por sistema GPS – o que já evitou episódios indesejados e ainda levou à recuperação de bicicletas e à apreensão de pessoas envolvidas nesses casos.

O diálogo da Yellow com as autoridades competentes é muito próximo, assim como o trabalho com os ‘Guardiões Yellow’, que circulam todos os dias da semana pela cidade contribuindo para a melhor distribuição e posicionamento das bicicletas, além de apoiar usuários e garantir as boas práticas.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • são paulo

  • mobilidade urbana

  • bike

  • Yellow

  • Bicicleta

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”