SPC: Copa deve injetar R$ 20,3 bilhões no comércio e serviços

Buscar

Últimas notícias

Publicidade

SPC: Copa deve injetar R$ 20,3 bilhões no comércio e serviços

Montante será movimentado por cerca de 60 milhões de consumidores no País. Alimentos e bebidas concentram os gastos


13 de junho de 2018 - 14h59

60 milhões de consumidores devem colaborar com os gastos (crédito: Isabel Fragoso Marin/iStock)

A Copa do Mundo deve movimentar cerca de R$ 20,3 bilhões no comércio e nos serviços, segundo estudo realizado pelo SPC em parceria com a Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL). Esse valor deve ser movimentado por aproximadamente 60 milhões de consumidores. O dado corresponde a 51% das pessoas que acompanharão aos campeonato. A pesquisa ouviu 1.061 consumidores de ambos os gêneros, todas as classes sociais, acima de 18 anos e em todas as capitais para detectar o percentual de quem vai assistir e acompanhar a Copa do Mundo.

Entre os que devem gastar para acompanhar as partidas, o consumo de alimentos na casa de amigos ou parentes, que responde a 91%, e de bebidas na comemoração dos jogos, com 87%, serão os mais comuns. No caso das comidas, os tira-gostos, 56%; itens para churrasco, 49%; pipocas, 37%; e salgados, 31%; se posicionam entre os primeiros do ranking. Já para as bebidas, a preferência é por cerveja (74%), refrigerantes (72%) e água (69%).

Outras atividades que devem fazer o torcedor brasileiro desembolsar durante a Copa do Mundo são idas a bares e restaurantes para assistir as transmissões dos jogos (62%), compras de camisetas, uniformes e itens da seleção (61%), decoração verde e amarela (54%) e compra de acessórios, como bonés, maquiagem, cornetas e vuvuzelas (48%).

Para os torcedores que vão se reunir na própria casa (81%) ou na casa de amigos e parentes (44%) para assistir aos jogos da Copa, a média de gasto por encontro gira em torno de R$ 119, ao passo que, entre os que pretendem ir a bares ou restaurantes (22%), a média aumenta para pouco mais de R$ 128.

Ao escolher um bar ou restaurante para assistir aos jogos da Copa, os torcedores priorizam, principalmente, o preço acessível das bebidas (35%), a qualidade do que é servido (30%), a preferência dos amigos ou familiares (27%) e o tamanho do telão em que os jogos serão exibidos (27%).

De acordo com a pesquisa, os locais de compras que mais devem ser frequentados para aquisição dos produtos ligados à Copa são supermercados (68%), lojas de rua (35%) e camelôs (28%). Dos potenciais compradores, 34% estão propensos a comprar apenas produtos oficiais, enquanto 64% pensam que a escolha depende do tipo de produto e 1% declarou abertamente a intenção de adquirir produtos falsificados. Entre os que cogitam comprar um item pirateado, mais de um terço (34%) argumenta não ter condições financeiras, enquanto 22% não se importam com a origem do produto e 15% compram o que for mais barato.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • varejo

  • Consumo

  • copa do mundo

  • MMnaCopa

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”