ABA e Cenp retomam relações após dois anos de rompimento

Buscar

ABA e Cenp retomam relações após dois anos de rompimento

Buscar
Publicidade

Comunicação

ABA e Cenp retomam relações após dois anos de rompimento

Retorno da Associação Brasileira de Anunciantes ao Fórum de Autorregulamentação do mercado foi oficializado nesta quinta-feira, 30, durante o Cenp Hub


30 de março de 2023 - 16h16

Nelcina Tropardi, presidente da ABA, e Luiz Lara, presidente do Cenp, celebram a retomada das relações entre as duas entidades (Crédito: Divulgação/Cenp)

Atualizada às 17h38

Rompidos desde janeiro de 2021, a Associação Brasileira dos Anunciantes (ABA) volta a fazer parte do Fórum de Autorregulamentação do Mercado Publicitário (Cenp).

A retomada das relações foi anunciada nesta quinta-feira, 30, durante o Cenp-Hub, evento promovido pelo Cenp para debater diferentes temas relacionados à publicidade e a autorregulamentação do mercado.

A notícia da reaproximação entre duas entidades foi dada por Luiz Lara, presidente do Cenp, ao lado de Nelcina Tropardi, presidente da ABA.

A decisão de retornar ao Cenp foi tomada há duas semanas, em uma reunião extraordinária, e referendada na manhã desta quinta-feira, 30, em nova assembleia com os membros da associação, de acordo com Nelcina.

Como foi a retomada das relações entre Aba e Cenp?

Fazer com que a ABA, uma das entidades fundadoras do Cenp, voltasse a fazer parte do Fórum de Autorregulação do Mercado era o principal objetivo de Luiz Lara quando assumiu a presidência da entidade, em dezembro de 2021.

Quando anunciou sua saída do Cenp, em janeiro de 2022, a ABA alegou a necessidade de repensar o papel dos anunciantes na indústria da comunicação. Na sequência, o Cenp deu início a um grande processo de reformulação de seu estatuto, que contou com a ampliação do espaço dado aos anunciantes nos conselhos.

O próprio Cenp passou por uma reformulação em sua liderança. Além de Luiz Lara, a jornalista Regina Augusto assumiu, em fevereiro de 2022, o cargo de diretora-executiva da entidade, com a função de, também, ajudar a ampliar os diálogos com todos os pilares que compõem o mercado publicitário: agências, anunciantes, veículos e players digitais.

Ao longo dos últimos meses, a diretoria do Cenp veio estreitando os laços com a diretoria da ABA, procurando alinhar os pontos cruciais para o retorno da entidade.

Em dezembro do ano passado, a entidade representante dos anunciantes chegou a assinar um memorando de entendimento em que já acenava um possível retorno ao Cenp.

Após isso, Nelcina contou que Lara a procurou para iniciar uma série de conversas a fim de retomar a participação da ABA no Fórum. Foram várias conversas, segundo ela, em que as divergências acabaram sendo contornadas. “Sempre me lembro que, quando o Lara me procurou, em dezembro de 2021, ele me disse que havia visto o Guia de Boas Práticas da ABA e que aquilo que ele almejava para o Cenp não era muito diferente”, relembrou a presidente da ABA, celebrando o inicio de uma nova tempo junto à entidade, no palco do Cenp Hub.

A oficialização da volta da ABA foi celebrada pelos representantes das dus entidades no palco do Cenp Hub. “Esse anúncio de agora celebra esse olhar mais conciliador de ambas as partes. Conseguimos chegar num denominador comum: temos todos os mesmos objetivos, queremos um mercado mais plural, inclusivo, transversal, com ética comercial e respeitando as agendas individuais de cada setor”, diz Lara.

A volta da ABA é mais uma conquista da nova gestão do Cenp. Em dezembro do ano passado, o IAB-Brasil, que havia se desligado do Cenp antes da ABA, retomou a relação com a entidade.

 

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Beel Films expande atuação com filial nos Estados Unidos

    Beel Films expande atuação com filial nos Estados Unidos

    Produtora especializada em entregas de digital acaba de abrir escritório em Miami, onde deve centralizar atendimento de multinacionais

  • Após 12 anos, Grupo Amil retoma agência in-house

    Após 12 anos, Grupo Amil retoma agência in-house

    Grupo de saúde reativa as atividades da Promarket, que foi responsável pela publicidade e comunicação do grupo de 1980 até 2012