Periferia e criatividade: como funciona o projeto Crias, do WPP

Buscar

Periferia e criatividade: como funciona o projeto Crias, do WPP

Buscar
Publicidade

Comunicação

Periferia e criatividade: como funciona o projeto Crias, do WPP

Criado pela Ogilvy e David em conjunto com a produtora musical GR6, iniciativa quer fomentar novas linguagens para marcas

Fill out the form below to send a message:


6 de dezembro de 2023 - 7h06

periferia Crias

Projeto une profissionais de Ogilvy e David a talentos da produtora GR6 para extrair insights a anunciantes e marcas (Crédito: Divulgação)

Neste ano, em uma visita feita à casa de seu amigo Ronaldo Fenômeno, Fernando Musa, CEO do grupo Ogilvy Brasil e fundador da David, ouviu, pela primeira vez, o nome da GR6. O filho do ex-jogador, Ronald, que é DJ, contou à Musa a respeito de sua produtora musical, localizada na Vila Maria, zona Norte de São Paulo, e de como a empresa atuava para projetar artistas de música urbana. O publicitário se interessou e ambos marcaram uma visita ao local.

A primeira visita gerou encantamento imediato da parte de Musa e se desdobrou em outras, nas quais o CEO da Ogilvy levou consigo anunciantes e funcionários da agência. “Fiquei surpreendido ao ver como a GR6 consegue atuar em todas as pontas e comecei a imaginar como seria possível conectar aquele universo com o mercado anunciante”, relembra Musa.

A partir dessa ideia, Musa conversou com Rodrigo Oliveira, CEO e criador da produtora e, juntos, estruturam o projeto Crias, que foi aprovado internacionalmente pelo pilar de diversidade do WPP. A iniciativa pretende colocar em conexão os profissionais das agências, Ogilvy e David, com os da produtora, a fim de buscar novas linguagens, narrativas e abordagens que aproveitem a experiência e estilo da GR6, responsável por colocar no mercado projetos musicais de nomes do funk como MC Don Juan e MC Livinho.

periferia Crias

Rodrigo Oliveira, CEO e fundador da GR6, e Fernando Musa, CEO do Grupo Ogilvy Brasil e fundador da David (Crédito: Divulgação)

Periferia e criatividade: combinação de insights

Musa explica que não existe um formato definido de atuação para o Crias. Os profissionais podem se agrupar tanto na produtora quanto nas agências e montar grupos de acordo com a necessidade dos trabalhos. “Queremos abrir portas e explorar ideias que podem resultar das mentorias e desse potencial de conexão”, conta o CEO do Grupo Ogilvy. Clientes como Burger King e Compra Agora já foram apresentados à estrutura.

“Se pensarmos no Brasil, vemos elementos como música e futebol conectando todas as pessoas. Queremos aproveitar essa expertise da produtora inclusive em projeto que não, necessariamente, envolvam música, mas para explorar linguagens e formatos criativos sem fronteiras”, conclui.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • WPP: mídia se sobressai e agências integradas crescem pouco

    WPP: mídia se sobressai e agências integradas crescem pouco

    Em 2023, GroupM cresceu 4,9%, enquanto receita orgânica das agências, com exceção da Ogilvy, retrocedeu 1,6%

  • Grupo de Mídia retoma Innovation Journey com viagem a Singapura

    Grupo de Mídia retoma Innovation Journey com viagem a Singapura

    Depois de viagem de Israel ter sido cancelada no ano passado, devido ao conflito no país, entidade elege país asiático como destino