Eduardo Fischer reassume 100% das ações de seu grupo

Buscar

Comunicação

Publicidade

Eduardo Fischer reassume 100% das ações de seu grupo

Desde 2013, ele tinha como sócio o fundo Trindade, com quem acaba de acertar a recompra da participação

Alexandre Zaghi Lemos
20 de fevereiro de 2017 - 17h29

Eduardo Fischer, Fischer(AN)_15

Eduardo Fischer

Eduardo Fischer fechou acordo com a Trindade Investimentos para voltar a ter o controle de 100% das ações de todas as empresas do Grupo Fischer. Em 2013, ele havia vendido cerca de 25% de sua holding para o fundo de private equity. Além da agência de publicidade Fischer, o negócio inclui a TOD – Total On Demand, que comporta a One Stop (marketing promocional) e a Alquimia (marketing de relacionamento, incentivo e CRM).

A entrada da Trindade Investimentos na holding se deu em um momento em que Eduardo Fischer iniciava a retomada do comando de suas empresas, como parte do projeto que visava tirá-las de uma crise. Depois de se afastar do dia a dia, para se dedicar a outros negócios, como o festival de música SWU, e de enfrentar problemas como uma negociação de venda não concretizada para a Dentsu, a perda de clientes importantes, como a Caixa, e a saída de seus principais executivos, Fischer voltou ao comando executivo da empresa no início de 2013.

Em outubro do ano passado, em entrevista ao Meio & Mensagem, ele falou sobre as dificuldades que enfrentou: “Eu tinha uma Disney World, mas quando voltei o que havia era um Playcenter alagado. Nós chegamos a ser um grupo de 200 clientes, sete países, três continentes, 14 empresas e 700 pessoas. Quando eu voltei não tinha 10% disso. Eu fiz besteiras. Não deveria ter me ausentado da empresa tanto tempo”.

Depois de três anos arrumando a casa, em 2016 Fischer conseguiu retomar a rota de crescimento, conquistou contas importantes como a do Banco Original e do Grupo Elopar, e montou um grupo diretivo para a agência que conta com Jairo Soares (CCO); Reginaldo Ferrante (negócios e integração), André Pedroso e André Figueiredo (criação), Ira Finkelstein (planejamento) e Yuri Aizemberg (atendimento). Atualmente, além da Fischer, da One Stop e da Alquimia, o grupo inclui ainda a Gogoland (conteúdo) e negocia compra de uma agência digital.

No passado, Eduardo Fischer já havia tido sócios investidores com participação relevante na sua holding, como o ex-dono do Banco Multiplic Antônio José Carneiro (entre 2001 e 2008) e Antonio Camanho (de 1998 a 2006). Os dois chegaram a acumular 45% do negócio. Agora, três anos e meio após o aporte para a compra de uma participação minoritária, a Trindade Investimentos acerta sua saída do Grupo Fischer.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Eduardo Fischer

  • André Pedroso

  • andré figueiredo

  • Jairo Soares

  • Reginaldo Ferrante

  • Ira Finkelstein

  • Yuri Aizemberg

  • Antônio José Carneiro

  • Antonio Camanho

  • Fischer

  • Banco Original

  • TOD-Total On Demand

  • Trindade Investimentos

  • Grupo Fischer

  • One Stop

  • Alquimia

  • Gogoland

  • Grupo Elopar

  • Publicidade

  • private equity

  • fundos de investimento

  • agências de publicidade