Natura lança música para incentivar amor próprio

Buscar

Comunicação

Publicidade

Natura lança música para incentivar amor próprio

Produzida pela Africa, e reforçada pela faixa “Pode me perdoar”, da cantora Tássia, a campanha pretende incentivar as mulheres a se reconciliarem com o próprio corpo


10 de junho de 2019 - 17h30

Dentro do conceito “Você de bem com o seu corpo”, a Natura lança campanha da linha Tododia, com faixa exclusiva de Tássia Reis, “Pode me perdoar”. Segundo a companhia, a comunicação desenvolvida pela Africa, pretende incentivar as mulheres a se reconciliarem com o próprio corpo, praticando compaixão e amor por ele.

Andrea Alvares, vice-presidente de Marketing, Inovação e Sustentabilidade da Natura, comenta, em nota, que a decidiram sensibilizar através da música, porque acreditam na força de mobilização e transformação dela. Em comunicado, Tássia Reis afirma que sua inspiração para a faixa veio de experiência própria, pois sempre foi uma pessoa muito exigente com tudo, principalmente com ela mesma, mas que está em um processo de mudança.

De acordo com a companhia, a comunicação fortalece o posicionamento da marca, seguindo a última campanha que convidou mulheres a fazerem um detox para mudar o corpo, o detox do próprio olhar, com a linha de verão “Folhas de limão e graviola”. O clipe foi produzido pela Corazon, com direção da dupla Beta King.

*Crédito da imagem no topo: Reprodução

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Andrea Alvares

  • Tássia Reis

  • Natura

  • Mulheres

  • TodoDia

  • Próprio corpo

  • amor próprio

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”