AO VIVO

SAP NOW CX

José Vinagre e Bruno Nardon falam sobre o novo cenário digital, no evento SAP Now CX, a partir das 14:30

Burger King cria comercial com audiodescrição aberta na TV

Buscar

Comunicação

Publicidade

Burger King cria comercial com audiodescrição aberta na TV

Com recurso que geralmente só é obtido por meio da tecla SAP, filme criado pela David é protagonizado por consumidor que possui deficiência visual

Renato Rogenski
25 de julho de 2019 - 10h58

Protagonista do comercial do Burger King, Eduardo possui deficiência visual (Crédito: reprodução)

Dentro de um contexto onde a diversidade e a inclusão passaram a fazer parte do discurso das marcas com maior frequência, a prática desses conceitos da porta para dentro nem sempre acontece com a mesma ênfase. Ainda assim, alguns exemplos começam a surgir no mercado. O Burger King acaba de veicular o seu primeiro comercial criado originalmente com audiodescrição na TV aberta, já que normalmente o recurso fica apenas disponível por meio da tecla SAP.

Criado pela agência David, o comercial é protagonizado por Eduardo, que possui deficiência visual, e utiliza o poder de seus outros sentidos para descrever as características dos lanches da rede e destacar a promoção King em Dobro, que permite combinar dois sanduíches da rede por R$15. “Nós trabalhamos constantemente para que todos se sintam acolhidos e livres para serem quem são, respeitando suas individualidades. Lançar a primeira campanha com audiodescrição em rede aberta é um reflexo do nosso posicionamento”, afirma Ariel Grunkraut, diretor de marketing e vendas do Burger King Brasil.

Segundo a marca, a comunicação está alinhada com ações praticadas dentro das lojas da rede, como cardápios em braile e projetos arquitetônicos desenvolvidos para pessoas com limitações de acessibilidade. Além disso, a empresa afirmou também que deve ampliar em breve uma iniciativa para ajudar os consumidores com deficiência auditiva no momento do pedido, em parceria com a Signumweb – startup especializada em comunicação inclusiva. Por fim, a companhia diz manter parceria com algumas ONGs espalhadas pelo Brasil para recrutar profissionais com deficiência.

Imagem de topo: (matthew Feeney/ Unsplash

Publicidade

Compartilhe