Papel & Caneta destaca jovens

Buscar

Comunicação

Publicidade

Papel & Caneta destaca jovens

Coletivo lança lista com profissionais com iniciativas inclusivas e inovadoras no mercado de comunicação

Karina Balan Julio
11 de dezembro de 2019 - 9h57

Verônica Dudiman, Daniele Mattos e Amanda Abreu, criadoras da plataforma Indique uma Preta, estão entre as jovens destacadas pelo Papel & Caneta. (crédito: divulgação)

O Papel & Caneta, coletivo sem fins lucrativos que visa unir líderes e jovens profissionais da comunicação, publicou nesta terça-feira, 11, a nova edição de sua lista anual de jovens talentos, que aponta profissionais que estão despontando no mercado de comunicação com iniciativas inclusivas e inovadoras. O objetivo da lista, publicada desde 2017, é dar visibilidade a profissionais que não estão necessariamente sob os holofotes das grandes premiações e altos cargos do mercado, mas que têm projetos colaborativos e construtivos para a indústria.

A lista de 2019 traz mais de 20 nomes, mapeados ao longo do ano pelo fundador André Chaves, também idealizador do manifesto “Meu Melhor Defeito” – movimento que defende maior diversidade e o fim do assédio moral e sexual no setor publicitário. Antes de a lista ser divulgada, o Papel & Caneta reuniu os jovens escolhidos em um evento, onde puderam compartilhar suas histórias pessoalmente.

Entre os jovens citados pela lista, estão o trio Verônica Dudiman, Daniele Mattos e Amanda Abreu, criadoras da plataforma Indique uma Preta, rede de empregabilidade para mulheres negras. O Papel & Caneta também destacou Jeferson Guimarães, comunicador LGBT e criador da websérie “Como Cheguei lá”; a publicitárias Joana Mendes e Gabriela Rodrigues, que no  início do ano escreveram uma carta aberta a mulheres do mercado, defendendo o reforço da pauta da inclusão de minorias no segmento.

A lista também destaca as criadoras coletivo Viva Voz – Patricia Richer, Manoela Haase, Ana Antunes, Fernanda Sanchis e Betina Aymone -, que este ano lançaram um banco de imagens com foco em pessoas LBTQIA+. O publicitário Ricardo Silvestre, por sua vez, foi destaque por criar o projeto Black Influence, empresa de agenciamento com foco em artistas e criadores de conteúdo negros ou de periferia.

Na lista, também estão os jovens do coletivo Gleba do Pêssego; a redatora Layana Leonardo, um dos nomes por traz do projeto “Mostra a Pasta – Elas”, evento que trouxe líderes para mentorar jovens profissionais; a diretora de arte Tawane Silva, idealizadora do programa Periféricas, que visa aproximar mulheres de periferia às áreas de criação das agências; e Lucas Schuch, criador do podcast “Propaganda não é só isso aí”, hoje com cerca de 4 mil ouvintes.

A lista pode ser acessada na íntegra através deste link. Abaixo, você confere o vídeo do Papel & Caneta sobre o projeto.

 

 

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • ANDRÉ CHAVES

  • papel & caneta

  • diversidade

  • inclusao

  • Meu Melhor Defeito

  • papel e caneta

  • oxente your agency

  • gleba do pessego

  • geek publicitário

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”