Nizan Guanaes é diagnosticado com a Covid-19

Buscar

Comunicação

Publicidade

Nizan Guanaes é diagnosticado com a Covid-19

Publicitário, que atualmente comanda a consultoria NIdeias, escreverá coluna diária no UOL para compartilhar suas dúvidas e angústias durante o período de quarentena


19 de março de 2020 - 10h59

(Crédito: Arthur Nobre)

Atualizada às 12h05

O publicitário e empresário Nizan Guanaes entrou para as estatísticas dos infectados com a Covid-19. Em artigo publicado no UOL, o executivo informa que contraiu o novo coronavírus e que está de quarentena. “Eu não estava sentindo nada diferente comigo, e continuo não sentindo. Ou seja, eu sou o tipo mais perigoso. Eu só descobri porque enchi o saco para testar. Porque sou paraóico”, diz Nizan, no texto.

O publicitário também destaca a importância de as pessoas permanecerem em casa nesse período de circulação do vírus. “Agora o perigo está em todo lugar. Fique em casa uma frase que é cruel também do ponto de vista econômico, e eu sou empresário. Mas temos que colocar a saúde acima de tudo”, frisa.

Nizan também compartilha a sua angústia em relação às incertezas dos desdobramentos da pandemia e de seus efeitos na vida das pessoas e na sociedade e informa que passará a publicar uma coluna diária no UOL para compartilhar com os leitores sua quarentena e os questionamentos referentes ao período. Como eu peguei? Para quem eu passei? O que eu devia ter feito diferente? Será que eu escrevo os textos? Ou fico calado? Yuval Harari, de Sapiens, diz que a saída é a informação. Eu sou um comunicador. Comunicar é meu dom, o meu papel no mundo. E daqui, direto da minha quarentena, estou cumprindo o meu papel escrevendo aqui no UOL. Daqui, direto da minha insônia, da minha fragilidade, do meu medo, dividirei com vocês minha quarentena e minha Quaresma”, promete.

Também colunista da Folha de S.Paulo, Nizan escreveu, no dia 10 deste mês, um artigo intitulado “Informationvírus”, que abordava justamente a questão do novo coronavírus e de seu impacto na sociedade, nos negócios e na vida das pessoas em todo o planeta.

No texto, Nizan argumentava que havia uma dissonância entre a aparente gravidade do coronavírus e seu impacto na saúde e na vida das pessoas das medidas de contenção e restrição que vêm sendo tomadas em todo o mundo. “Ou os governos e as autoridades de grandes países estão nos escondendo algo muito sério, acobertando uma gripe tipo espanhola que matará muito mais gente, ou a imprensa, o Google, o Facebook estão cometendo o erro de maximizar o medo ou minimizar os cuidados”, escreveu.

Em janeiro deste ano, Nizan afastou-se oficialmente dos negócios do Grupo ABC, assim como seu sócio, Guga Valente. O posto de CEO, até então ocupado por Guga Valente, foi transferido a Cristiano Muniz, CFO e COO do grupo. Tanto Nizan quanto Guga, no entanto, permanecem no conselho do grupo de comunicação até meados de 2021. Com isso, Nizan passou a se dedicar exclusivamente à consultoria NIdeias, empresa que ganhou independência do Grupo ABC. Apesar disso, cláusula contratual de non compete entre Nizan e o Omnicom impede que a consultoria preste serviços de execução de ações de comunicação que sejam conflitantes com os oferecidos pelas empresas do ABC.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Nizan Guanaes

  • Guga Valente

  • folha de s.paulo

  • Grupo ABC

  • NIdeias

  • Publicidade

  • Negócios

  • saude

  • doença

  • coronavírus

  • covid-19

  • pandemia

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”