De olho em outras cidades, Bud Basement reabre em São Paulo

Buscar

Marketing

Publicidade

De olho em outras cidades, Bud Basement reabre em São Paulo

Ação da marca de cerveja da Ambev terá esportes e música e deve ser expandida para cidades fora do eixo Rio-São Paulo

Thaís Monteiro
24 de janeiro de 2018 - 16h52

Às vésperas do aniversário da capital paulista, a Budweiser, marca de cerveja da Ambev, inaugura, na Rua José Szakall, na Barra Funda, a segunda edição do Bud Basement em São Paulo. O evento, produzido pela agência Haute, esteve na cidade no mesmo período do ano anterior e, em maio, no Rio de Janeiro. A proposta da marca continua ser estabelecer uma conexão com seu público, principalmente o fã de esporte, de uma forma mais intensa com uma programação de terça-feira à domingo, até 4 de fevereiro, com festas populares, shows de diferentes estilos e apresentação de DJs.

 

Cenário da nova edição do Bud Basement, realizado pela Haute (Crédito: Divulgação)

Inspirado nos bares punk de Nova York e Berlim, o espaço de 1.500 metros quadrados na Barra Funda não foi restrito a paredes grafitadas e galpões de bebida. A principal atração do Basement continua sendo o esporte. Nas datas que compreendem as semanas de 24 de janeiro a 4 de fevereiro serão exibidos em telão no interior do galpão a temporada 2018 da National Football League (NFL) em aquecimento ao Super Bowl, que acontece no domingo, 4 de fevereiro. Inclusive, o ambiente conta com uma quadra de street basketball para desfrute do público.

“A programação foi planejada com uma mistura de estilos que expressam a autenticidade e a atitude do público de Budweiser”, diz Karina Ferreira, gerente de marketing de Budweiser

Enquanto os jogos não acontecem, durante a primeira semana, o espaço sedia festas como a Love2Hate na quarta-feira, 24, shows de rock escolhidos pela Balaclava Records (na quinta-feira, 25) e uma festa com os DJs do coletivo GopTum (sexta-feira, 26). No primeiro final de semana, a marca promove uma festa dedicada ao movimento negro Batekoo no sábado, com os ritmos hip-hop, rap, funk carioca, R&B, trap, twerk, kuduro e suas vertentes, e, no domingo, acontece a Churrascada com cerveja a vontade.

Na segunda semana, o galpão recebe shows de jazz, funk, disco e rock, a festa Jazz nos Fundos, e termina com Bud & Burger para a transmissão do Super Bowl. “A programação foi planejada com uma mistura de estilos que expressam a autenticidade e a atitude do público de Budweiser”, diz Karina Ferreira, gerente de marketing de Budweiser. Além dos telões e das festas, o galpão terá uma barbearia e estúdio de tatuagem que fizeram sucesso entre os visitantes da edição passada.

Como essa é a segunda vez que a experiência passa pela capital paulista, a executiva anuncia que a marca já está pronta para expandir o Basement para fora do eixo Rio-São Paulo. “Estamos estudando levar essa experiência de Budweiser para mais cidades do Brasil. É um projeto super autêntico, com a cara de Budweiser, e que nos permite estar cada vez mais próximos do nosso público”, declara. Já sobre estabelecer uma casa própria de shows e eventos, como a Red Bull Station, Karina Ferreira diz não descartar a possibilidade, mas explica que esse plano deve ficar para o futuro. “No momento estamos totalmente envolvidos para repetir o grande sucesso que Bud Basement atingiu no ano passado”.

Publicidade

Compartilhe