Afro.TV é lançada com foco em conteúdo para afro-brasileiros

Buscar

Mídia

Publicidade

Afro.TV é lançada com foco em conteúdo para afro-brasileiros

A plataforma terá investimentos do consultor Paulo Rogério Nunes, o cineasta David A. Wilson e o empresário caribenho Fabien Anthony

Luiz Gustavo Pacete
17 de novembro de 2020 - 6h00

Com foco na comunidade afro-brasileira, o consultor Paulo Rogério Nunes, o cineasta David A. Wilson e o empresário caribenho Fabien Anthony lançam a Afro.TV, plataforma de conteúdo digital especializada em conteúdo negro no Brasil com aporte da AFAR Ventures. A plataforma tem como objetivo ser um espaço qualificado de conteúdo jornalístico e branded content para o mercado afro-brasileiro e de periferia.

Misturando a qualidade técnica da TV com os novos formatos do digital e inteligência de dados, a nova startup terá verticais de conteúdo como entretenimento, beleza, economia, relacionamentos, entre outros. A empresa pretende investir cerca de R$ 2 milhões para o primeiro ano de operação e pretende atrair investimentos na ordem de R$ 10 milhões.

A plataforma terá sede a cidade de Salvador, onde estará seu estúdio principal, mas terá correspondentes em outras partes do Brasil, como São Paulo e Rio de Janeiro. Alguns nomes do mercado como a influenciadora paulistana Daniele Da Mata e a atriz baiana Maria Gal, além de apresentadores Tiago Rocha e Sara Barbosa já estão confirmados para produzir conteúdos originais multiplataforma.

A AFAR Ventures (criada por investidores negros e como sede nos EUA), acionista majoritária da startup, encomendou e investiu em uma pesquisa inédita sobre o consumo de conteúdo negro brasileiro embasou a criação e o plano de negócios do projeto.

Para o sócio-investidor da AFRO.TV e consultor em diversidade, Paulo Rogério Nunes “a população brasileira está em busca de conteúdos e narrativas negras no meio digital e as marcas querem, cada vez mais, conhecer essa audiência. Nossa startup veio para se juntar a esse ecossistema e trazer uma perspectiva global para o assunto. Acessaremos as principais fontes sobre o tema afro no Brasil e no mundo”.

Publicidade

Compartilhe