Globoplay e Deezer firmam parceria de assinaturas e conteúdo

Buscar

Mídia

Publicidade

Globoplay e Deezer firmam parceria de assinaturas e conteúdo

Assinantes do Globoplay terão 12 meses de acesso gratuito ao serviço premium da Deezer; acordo também prevê a produção de podcasts e conteúdos originais

Bárbara Sacchitiello
15 de abril de 2021 - 12h28

(Crédito: Reprodução)

Em janeiro desde ano a Globo promoveu um evento virtual para anunciar a ampliação dos investimentos no pilar de áudio digital. Na ocasião, o grupo apresentou seus novos projetos de podcasts e comunicou todo o conteúdo de áudio do grupo passaria a ser disponibilizado na plataforma Globoplay.

Agora, a empresa anuncia uma outra parceria para explorar mais os negócios da esfera do áudio digital. A Globo passa a oferecer aos consumidores um plano de assinatura casado entre sua plataforma de streaming de conteúdo, o Globoplay, e a plataforma Deezer.

O acordo, que começa a valer nesta quinta-feira, 15, permite aos assinantes do Globoplay o uso de 12 meses do serviço Deezer Premium de forma gratuita. O experimento vale para os assinantes de qualquer um dos serviços e combos oferecidos pelo Globoplay. Após esse período, o valor da mensalidade do streaming de áudio será de R$ 14,90.

Em comunicado, a Globo esclarece que a parceria com a Deezer deverá ganhar novas funcionalidades. Uma delas deve ser a inclusão de links nos conteúdos do Globoplay para que as pessoas possam acessar as trilhas sonoras de novelas, programas e conteúdos da plataforma diretamente na Deezer.

A parceria entre Globo e Deezer prevê também a produção de podcasts e conteúdos originais. O grupo de mídia vem investindo em parcerias em seu pilar de áudio e, em janeiro, durante o evento Audioday, anunciou um acordo com a produtora B9, cujos podcasts Mamilos e B9 passaram a compor o portfólio da Globo.

Em entrevista ao Meio & Mensagem em janeiro deste ano, Guilherme Figueiredo, head de áudio digital da Globo, falou sobre a importância das parcerias com plataformas de streaming para o desenvolvimento dos negócios de podcasts e áudios. “Queremos chegar nesse consumidor ávido por conteúdos em áudio em todos os canais e, por isso, continuaremos a distribuir os podcasts nas diferentes plataformas de áudio e nos serviços proprietários da Globo. O podcast nasceu como formato aberto de distribuição que permite a venda publicitária nos principais formatos disponíveis. Vemos muito valor nessas parcerias e trabalharemos com eles para fomentar o áudio no Brasil”, disse o executivo.

Publicidade

Compartilhe