Combos entre concorrentes viram arma dos streamings

Buscar
Publicidade

Mídia

Combos entre concorrentes viram arma dos streamings

Estreia do discovery+ em parceria com o Globoplay, é mais um exemplo da união de players na tentativa de oferecer conteúdo atrativo aos potenciais consumidores

Bárbara Sacchitiello
9 de novembro de 2021 - 15h20

A partir do próximo dia 17, público poderá assinar em conjunto os planos do discovery+ e do Globoplay (Crédito: Divulgação)

Embora disputem o mesmo tempo – e o dinheiro – dos consumidores, as plataformas de streaming vêm encontrando na própria concorrência uma forma de ampliar a visibilidade perante os potenciais consumidores e também uma oportunidade para divulgarem suas marcas para um número maior de pessoas. Conforme a oferta desse tipo de serviço cresce, com novos players oferecendo assinaturas e opções de conteúdo, as empresas experimentam a oferta de combos e planos que combinem mais de uma plataforma.

Nesta terça-feira, 9, a Discovery, finalmente, lança no mercado brasileiro o discovery+, sua plataforma global de streaming dedicada a programas e conteúdos que, nas palavras da companhia, destaquem a “vida real”. Para esse primeiro momento de contato com o público brasileiro, a empresa fez uma parceria com o Globoplay, serviço de streaming da Globo.

A partir do próximo dia 17, as pessoas poderão assinar o Globoplay e o discovery+ em conjunto, pelo valor mensal de R$ 34,90. Quem já é assinante do Globoplay poderá fazer um upgrade do plano para contar com o conteúdo do discovery+. A oferta acaba sendo financeiramente mais atrativa do que a assinatura isolada do discovery+, que tem o valor de R$ 21,90 ao mês (ou de R$ 18,90 no plano anual). No comunicado divulgado à imprensa na semana passada para falar do lançamento do serviço, a Discovery disse que sua plataforma chegaria ao País em parceria com “a maior plataforma brasileira de streaming”.

Com a Discovery, o Globoplay repete uma estratégia que já havia experimentado com a Disney quando a companhia trouxe ao Brasil o Disney+, sua principal plataforma de streaming. Em novembro de 2020, quando colocou seu serviço no País, a Disney também firmou um acordo com a plataforma da Globo para oferecer ao público um combo com a assinatura dos dois serviços. Atualmente, a oferta combinada do Globoplay e do Disney+ tem o valor de R$ 37,90 por mês, no plano anual.

Em dezembro do ano passado, quando apresentou sua proposta de ofertas de conteúdo ao público brasileiro, a DirecTV Go também se uniu a outro streaming para atrair mais interessados ao seu serviço. A empresa ofereceu seu plano incluindo, como bônus, o acesso ao conteúdo da HBO Max por dois anos.

Outras combinações
Não são apenas com os concorrentes diretos, no entanto, que as plataformas de streaming procuram se unir para promover seus serviços perante os consumidores. Em abril deste ano, quando apresentou sua nova versão ao mercado brasileiro, o Paramount+, serviço de streaming premium da ViacomCBS, firmou parceria com o Mercado Livre pela qual concedia o 40% de desconto no plano de assinatura aos usuários da plataforma de e-commerce e do Mercado Pago.

Na mesma época do lançamento, o serviço da ViacomCBS também fez uma parceria com as Casas Bahia: quem fizesse alguma compra de produtos eletrônicos no aplicativo da marca ganharia 3 meses de assinatura do Paramount+.

O Prime Video, serviço de streaming da Amazon, também disponibiliza aos assinantes outras ofertas de planos dentro do Prime Video Channels. Ao assinante, é possível, por exemplo, pagar um valor adicional por mês para contar com os conteúdos de players como o próprio Paramount+, além de MGM, Looke, Noggin, Starzplay e outros.

Crédito da imagem no topo: Reprodução/discoveryplus.com.br

Publicidade

Compartilhe

Veja também