Acionistas aprovam compra da WarnerMedia pela Discovery

Buscar
Publicidade

Mídia

Acionistas aprovam compra da WarnerMedia pela Discovery

Aprovação marca a conclusão de uma das poucas condições ainda pendentes no contrato, que deve ser encerrado no segundo trimestre de 2022


11 de março de 2022 - 16h32

Nesta sexta-feira, 11, a Discovery anunciou que seus acionistas aprovaram vários aspectos relacionados à compra da WarnerMedia, que até então pertencia à AT&T. A fusão vai criar a Warner Bros. Discovery, Inc., empresa global de entretenimento. Segundo a companhia, a transação vai unir os ativos de entretenimento, esportes e notícias da WarnerMedia com a liderança da Discovery em conteúdo de não ficção e entretenimento internacional.

 

Warner Bros. Discovery, Inc (Crédito: Rafapress/Shutterstock)

Em uma reunião extraordinária realizada nesta manhã, segundo resultados preliminares da votação, os acionistas votaram pela aprovação das propostas de alteração de estatuto, emissão de ações e compensação consultiva. A aprovação marca a conclusão de uma das poucas condições ainda pendentes no acordo. Os resultados preliminares serão atualizados em um documento oficial. A expectativa é que o processo de aquisição seja encerrado já no segundo trimestre deste ano e está sujeita a outras condições. Os conselhos diretivos de ambas as companhias já aprovaram a transação.

No Brasil, no início de fevereiro   o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou a aquisição da WarnerMedia pela Discovery. Apesar de ter identificado “sobreposição horizontal nas atividades de produção de conteúdo audiovisual; licenciamento de conteúdo audiovisual; licenciamento de canais de TV, total e dividido por gênero; licenciamento para produtos de consumo e serviços de streaming”, o órgão não estabeleceu restrições para a continuidade da fusão.

A negociação que deu origem a Warner Bros. Discovery, Inc, foi anunciada em maior de 2021. A companhia carregará marcas como HBO, CNN, TNT, além dos serviços de streaming como HBO Max e Discovery+. No total, serão mais de 200 mil horas de programação e cem marcas. Segundo informado pelas companhias, inicialmente, a AT&T receberá um total de US$ 43 bilhões à vista e em títulos de dívidas. Já os seus acionistas irão deter 71% da empresa independente.

Publicidade

Compartilhe

Veja também