Conar suspende campanha do banco Sofisa

Buscar

Últimas notícias

Publicidade

Conar suspende campanha do banco Sofisa

Conselho determinação a suspensão imediata da campanha, que provoca o concorrente Banco Original

Bárbara Sacchitiello
20 de maio de 2016 - 19h29

sofisa2

Com os mesmos elementos do Banco Original, anúncio do Sofisa provocava o concorrente (Crédito: Divulgação)

Com Luiz Gustavo Pacete

Um dia depois de ter aberto um processo para avaliar uma denúncia contra a campanha publicitária do banco Sofisa, o Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) concedeu uma liminar suspendendo imediatamente a veiculação do anúncio publicitário.

O Conar só toma decisões antes de julgar o processo em seu conselho de ética quando avalia que a continuidade da exibição daquela publicidade pode causar danos severos a alguma das empresas envolvidas ou ao público. No caso do processo do banco Sofisa, um dos conselheiros do Conar avaliou o assunto nesta sexta-feira, 20, e determinou que o anunciante não poderia mais exibir a peça publicitária.

Em nota enviada à reportagem de Meio & Mensagem, que questionou o anunciante sobre o processo do Conar antes mesmo da decisão liminar, o Banco Sofisa informou que tomou conhecimento da reclamação e que apresentará sua manifestação por meio das formas legais. A instituição está segura de que a linha da nova campanha publicitária seguiu as regras e requisitos legais da propaganda. Ressalta ainda que, embora a anterioridade do Banco Sofisa Direto como o primeiro banco online do Brasil tenha sido utilizada pelo concorrente, afirmando o que suas campanhas já veiculam há cinco anos, o Sofisa Direto não considera uma ação no Conar neste momento.”

Assinada pela agência Santa Clara, a campanha do Banco Sofisa ironiza a publicidade do Banco Original, atribuindo para si o título de primeiro banco online do Brasil. A campanha do Sofisa, publicada em jornais de grande circulação, trouxe ainda os mesmos elementos da publicidade do Banco original, inclusive a pista de corrida e a figura de Usain Bolt, garoto propaganda do concorrente.

Questionado por Meio & Mensagem sobre a ação provocativa do concorrente,Marcos Lacerda, CMO do Banco Original, se limitou a reforçar os atributos da instituição “Somos o único banco com estrutura tecnológica e operacional que permite a abertura de conta 100% digital e não possui agências físicas”, disse. O projeto de construção da marca, desenvolvimento da tecnologia e as estratégias de comunicação do Original, cuja campanha é de autoria da Fischer, demandaram investimentos de mais de R$ 600 milhões.

Publicidade

Compartilhe

Comente