CEO da ESPN renuncia para tratar dependência química

Buscar

Últimas notícias

Publicidade

CEO da ESPN renuncia para tratar dependência química

John Skipper alega que vai se dedicar a cuidar de problemas pessoais; em seu lugar, assume interinamente George Bodenheimer


19 de dezembro de 2017 - 9h59

O CEO da ESPN, John Skipper, renunciou ao cargo na tarde desta segunda-feira, 18. Em carta enviada ao canal, Skipper alega que está deixando a empresa para tratar de problemas relacionados à dependência química. “Faço essa declaração pública com constrangimento, apreensão e a sensação de ter decepcionado pessoas que são importantes para mim”, escreveu Skipper.

De acordo com a ESPN, interinamente assume George Bodenheimer, presidente da ESPN de 1998 a 2011 e presidente-executivo até maio de 2014. “Ele assumirá o cargo de presidente em exercício durante os próximos 90 dias para ajudar o presidente e CEO da Disney, Bob Iger, a encontrar o substituto de John Skipper”, diz a empresa.

“Junto-me aos muitos amigos e colegas de John Skipper em toda a companhia para lhe desejar o melhor nesse período de dificuldades. Respeito sua honestidade e apoio sua decisão de se concentrar na sua saúde e na sua família”, escreveu Bob Iger, presidente e CEO da Walt Disney Company, dona da ESPN.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Disney

  • ESPN

  • ceo

  • lideranca

  • renuncia

  • esportes

Comente