Artplan começa a recrutar funcionários às cegas

Buscar

Últimas notícias

Publicidade

Artplan começa a recrutar funcionários às cegas

Para garantir a diversidade na equipe, agência adota modelo de recrutamento que ignora nome, gênero, estado civil e redes sociais do candidato


28 de maio de 2018 - 16h02

Artplan adota novo modelo de contratação em parceria com a Empregare.com (Crédito: Divulgação)

Uma iniciativa do Comitê de Diversidade da Artplan dá origem a um novo modelo de contratação na agência. A partir de agora, a empresa passa a selecionar candidatos às cegas com o intuito de promover mais diversidade na equipe.

Em parceria com a Empregare.com, software de recrutamento e seleção inteligente, a agência remove as seguintes informações do currículo ao anunciar uma vaga: nome, gênero, foto, estado civil, idade, endereço, redes sociais, instituição da formação acadêmica e dos cursos extracurriculares, nome e porte da empresa na experiência anterior e número de filhos.

Após essa primeira fase, os selecionados são encaminhados para as demais fases do processo, como testes situacionais e de competências, para somente então chegar à fase de entrevistas por telefone ou presenciais.

De acordo com o presidente da Artplan Rodolfo Medina, o time de gestão das pessoas irá garantir o suporte necessário para que o processo seja bem-sucedido. “É uma forma de inclusão muito mais justa e que irá ampliar o nosso leque de opções, além de tornar nosso ambiente de trabalho ainda mais saudável e diverso”, diz ele, em comunicado.

A Empregare.com criou um selo de garantia aos candidatos de que o recrutador em questão irá receber candidatos sem informações que possam ser caracterizadas como discriminatórias. A plataforma disponibilizará essa opção de recrutamento a todas as empresas interessadas.

Com essa mudança, a Artplan espera novos desafios para a identificação de talentos. O método de contratação é uma política pública em alguns países europeus como a França, onde vigora uma lei que obriga companhias com mais de 50 funcionários a adotarem o recebimento do currículo às cegas. Multinacionais como Deloitte e HSBC adotam a prática.

O Comitê de Diversidade da agência também está trabalhando em processo de mapeamento do Censo Artplan, que pretende medir com exatidão a diversidade em sua equipe de 400 pessoas, para que a agência possa evoluir na questão. Os próprios funcionários da Artplan já abordaram a questão há alguns meses, vide o projeto Dear Publicidade People, que foi apresentado não somente nos escritórios da agência, mas em muitas outras empresas do País.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • gênero

  • diversidade

  • inclusao

  • Artplan

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”