As dez cidades mais caras do mundo

Buscar
Publicidade

Marketing

As dez cidades mais caras do mundo

Apesar da queda no ranking da Economist Intelligence Unit (EIU), São Paulo e Rio de Janeiro não ficaram mais baratas


5 de fevereiro de 2013 - 9h32

A edição de 2013 do Worldwide Cost of Living Survey, ranking organizado pela Economist Intelligence Unit (EIU) com as 131 cidades mais caras do mundo, mostra um declínio de 15 posições registrado por São Paulo, que caiu para a 43ª posição ante o levantamento feito no ano passado. A descida do Rio de Janeiro foi ainda maior. A cidade maravilhosa despencou 23 colocações, ocupando hoje o 61º lugar. Apesar da queda, as cidades brasileiras não ficaram mais baratas. Em entrevista para a BBC Brasil, Jon Copestake, editor sênior da pesquisa, atribui os resultados à curva ascendente demonstrada pela inflação, à desvalorização do real e ao aumento do custo de vida. “Há pouco tempo, São Paulo e Rio chegaram a ficar (comparativamente) mais caras que Nova York", lembra ele.

As japonesas Tóquio, líder do relatório há quase duas décadas, e Osaka, seguidas pela australiana Sydney ocupam os três primeiros postos da lista, que compara os custos de 160 produtos e serviços ofertados nas principais metrópoles com os preços praticados em Nova York, cidade-base do estudo. O destaque fica por conta da ascensão das cidades da região Ásia-Pacífico, que já preenchem 11 postos entre as 20 cidades mais caras do mundo, ante as oito posições garantidas por destinos tradicionais, como as cidades europeias.

Confira a seguir, a lista com as cidades mais caras do mundo, de acordo com a EIU:

1. Tóquio (Japão)
2. Osaka (Japão)
3. Sydney (Austrália)
4. Oslo (Noruega)
5. Melbourne (Austrália)
6. Cingapura
7. Zurique (Suíça)
8. Paris (França)
9. Caracas (Venezuela)
10. Genebra (Suíça)
43. São Paulo
61. Rio de Janeiro

wraps

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Haribo ancora planos de crescimento em pesquisas de mercado

    Haribo ancora planos de crescimento em pesquisas de mercado

    Estudo sobre sabores preferidos dos brasileiros ajudam a fabricante de balas traçar estratégias de lançamentos para ampliar público consumidor

  • Rebeca Andrade vira Barbie em homenagem promovida pela Mattel

    Rebeca Andrade vira Barbie em homenagem promovida pela Mattel

    Além da ginasta brasileira, marca homenageia atletas que são inspiração para as meninas de todo o mundo