Profissões em alta em 2023: quais áreas do marketing estão em destaque

Buscar

Profissões em alta em 2023: quais áreas do marketing estão em destaque

Buscar
Publicidade

Marketing

Profissões em alta em 2023: quais áreas do marketing estão em destaque

Nova edição do guia salarial da Robert Half mostra que profissionais colocam a flexibilidade acima do salário na hora de escolher uma empresa para trabalhar

Fill out the form below to send a message:


4 de outubro de 2022 - 6h00

Atualizada em 10/2/23, às 16h43

Após o período de instabilidade da pandemia, o mercado de trabalho retomou as atividades e deve entrar um período de aceleração de contratações. Essa é uma das conclusões da edição 2023 do guia salarial da Robert Half, lançado na semana passada.

(Crédito Aleutie/shutterstock)

De acordo com o relatório, que está em sua 15ª edição, as habilidades com dados seguirão em alta nas contratações de profissionais de marketing e vendas. Segundo a diretora da empresa, Carolina Cabral, profissionais data-driven, com conhecimento de softwares e pensamento criativo serão altamente demandados.

Profissionais querem flexibilidade

A pesquisa apontou como as transformações de trabalho geradas pela pandemia acabaram trazendo mudanças profundas nos desejos dos profissionais. Entre os trabalhadores, 77% consideram o regime híbrido de trabalho (com dias de presença no escritório e outros em home office) como o modelo ideal.

O modelo híbrido supera com folga o trabalho presencial (citado como o ideal por apenas 6% dos pesquisados) e o home office integral, que detém a preferência de 17%.

Segundo a consultoria, o modelo de trabalho é o atributo que mais pesa na hora de optar por uma vaga, sendo item primordial para 43% dos trabalhos. Em seguida vem o salário, citado como elemento mais importante para 32%, enquanto 17% citaram os benefícios oferecidos pelas empresas.

Profissões em alta em 2023

O guia da Robert Half também mapeou as carreiras e cargos de marketing e vendas que devem demandar mais contratações no próximo ano.

Ao lado das principais carreiras, a pesquisa indicou a projeção salarial para cada cargo de acordo com o nível de experiência do profissional e tamanho da organização contratante.

Empresas classificadas como P/M fazem referência a negócios com faturamento de até R$500 milhões, enquanto empresas classificadas como G têm faturamento acima de R$500 milhões.

Tendo esses dados como base, confira a seguir a lista de profissões em alta em 2023 para o setor, de acordo com o guia:

Executivo de contas

Profissiões em alta 2023

(Crédito: Pexels/ono kosuki)

O executivo de contas tem a função de gerenciar contas estratégicas para a empresa, identificando novas oportunidades de negócios de acordo com as movimentações do mercado.

Esses profissionais costumam trabalhar com representantes de vendas e gerentes de contas, buscando as melhores ações para manter e expandir diferentes contas da empresa, podendo chegar a posição de gerenciamento de contas nacionais.

Segundo o guia da Robert Half, o salário projetado para um executivo de contas iniciante é de R$6.200, considerando vagas em empresas P/M no Brasil.

Diante do cenário atual, que traz uma expectativa maior de retorno sobre os investidores, o cargo é destaque entre as profissões em alta para 2023.

Coordenador de marketing digital

O coordenador de marketing digital é o profissional responsável por elaborar e acompanhar tanto o planejamento como a execução das ações de marketing voltadas para o ambiente virtual.

Na prática, esse processo envolve tarefas como desenvolvimento e monitoramento de campanhas de mídia paga, gestão de redes sociais, estratégias de SEO e ações para geração de leads qualificados.

Com o crescimento da implementação de estratégias de marketing digital pelas empresas, essa se tornou uma das profissões em alta em 2023.

De acordo com a Robert Half, o salário projetado para profissionais no nível iniciante neste cargo é de R$7.250 em empresas P/M.

Gerente de e-commerce

O gerente de e-commerce é o profissional responsável por administrar a loja online de uma marca, segmento que cresceu muito nos últimos anos e deve continuar fortalecido.

Isso é o que mostram os dados da ABComm Forecast, que indicam um faturamento de mais de R$169 bilhões em 2022 e uma previsão de crescimento acima dos R$273 bilhões até 2027.

A pesquisa indica uma tendência de demanda por profissionais da área, como é o caso do gerente especializado em lojas virtuais.

O guia da consultoria Robert Half aponta uma projeção salarial de R$10.750 para o cargo de gerente de e-commerce em empresas P/M.

Gerente de marketing digital

O gerente de marketing digital exerce diversas funções relacionadas à estratégia de divulgação e presença online da empresa, como prospecção de leads, análise de mercado e mensuração de desempenho de campanhas digitais.

Esse profissional também deve estar atento a novas oportunidades de negócios no ambiente virtual, tanto para desenvolvimento de novos produtos ou serviços, como para implementação de soluções no online.

Na era da digitalização e conectividade, contar com o apoio de uma gerência especializada em marketing digital se tornou uma necessidade para as marcas.

Sendo assim, o cargo entrou para a lista de profissões em alta em 2023 destacada pela Robert Half.

De acordo com os dados levantados pela consultoria, o salário projetado para profissionais de nível iniciante na área é de R$11.500 em empresas P/M.

Analista de marketing digital

Ainda no setor de marketing digital, a demanda por analistas foi outro destaque entre as carreiras em alta para 2023.

Dentre as principais atribuições do analista de marketing digital estão o desenvolvimento de conteúdos para mídias sociais, relacionamento com clientes e parceiros da marca, e gestão das campanhas digitais.

(Crédito: Pexels/edmond dantès)

O principal objetivo desse profissional é auxiliar a marca a conquistar relevância no universo online, bem como melhorar as taxas de conversão das vendas. Para isso, ele também fica responsável pela mensuração dos resultados das ações de marketing digital.

A projeção de salário para o cargo de acordo com a consultoria é de R$5.050 para profissionais com nível de experiência iniciante, em organizações de porte P/M.

Confira também: O que é e quais as tendências do Marketing 5.0

CRM UX

A área de Customer Experience, conhecida como CX, tem se desenvolvido no mercado e vem se tornando uma das prioridades para as marcas que desejam aprimorar a experiência de compra para o consumidor.

Diante disso, a demanda por profissionais especializados também cresceu, o que faz do CX uma das profissões em alta em 2023.

O profissional de CX tem a função de mapear a jornada de compra do cliente, analisando métricas e interações para compreender o comportamento, as necessidades e as expectativas desse usuário em relação a marca.

A partir dessa análise, ele pode identificar pontos de melhoria e desenvolver estratégias com foco no consumidor.

Essa também é a função do analista de CRM, que fica responsável pela análise de dados por meio de um software CRM (Customer Relationship Management, ou Gestão de Relacionamento com o Cliente, em português).

No guia de profissões para 2023, a projeção salarial em nível iniciante é de R$3.800.

Inside sales

Inside sales é a função de vendas realizada dentro da empresa, em que o vendedor normalmente se comunica com os clientes por meio de reuniões à distância.

Um profissional dessa área fica responsável por criar e manter um relacionamento com os consumidores, identificando novas oportunidades de negócios e realizando a venda de produtos ou serviços sem sair da empresa.

Com a preferência por jornadas mais flexíveis e o fortalecimento do trabalho remoto, esse cargo tem ganhado cada vez mais destaque no mercado.

Além de trazer mais autonomia ao profissional, as vendas internas contribuem para a redução de custos da organização.

Considerando o relatório da Robert Half, a projeção de salário para iniciantes é de R$4.250, em empresas de porte P/M.

Analista de inteligência de mercado

Um analista de inteligência de mercado, também conhecido como marketing intelligence, é o profissional responsável por interpretar os dados externos com o objetivo de desenvolver ações estratégicas, ampliando a competitividade da empresa.

Com a tecnologia e a evolução do big data, o volume de dados coletados é cada vez maior e ter um profissional capacitado para analisar essas informações e identificar insights tornou-se uma necessidade para as organizações.

Diante disso, a consultoria Robert Half destacou o cargo como uma das carreiras em alta para 2023 e também como uma das profissões do futuro.

A projeção salarial do guia é de R$6.050 para profissionais no nível iniciante, em empresas P/M.

Analista de inteligência de negócios

Conhecido como analista de BI (Business Intelligence), esse profissional também fica responsável pela análise de dados, mas o foco é buscar estratégias e soluções de inteligência de negócio para otimizar a gestão da empresa.

(Crédito: Pexels/fauxels)

Além de aparecer como uma das profissões em alta em 2023 no guia da Robert Half, esse cargo exerce uma importante função dentro das organizações: entender como o produto ou serviço é visto pelo público.

Dessa forma, a marca pode identificar os desejos do consumidor e encontrar maneiras de aprimorar a solução comercializada.
Segundo o guia salarial para 2023, a projeção para um profissional de BI Júnior, que está iniciando na carreira, é de R$5.600.

Gerente de vendas nacional

O gerente de vendas nacional fica responsável por diversos processos de gestão, desde o planejamento de ações até a organização e o controle da área comercial da empresa.

Para isso, o gerente avalia tendências do mercado, acompanha indicadores de desempenho da equipe e das vendas em si, além de cuidar das estratégias de negócios a nível nacional.

No guia salarial de 2023, o salário para profissionais em nível iniciante para esse cargo é de R$12.400.

Analista Martech

Martech é a junção do marketing e da tecnologia, portanto o profissional dessa área é especializado nas duas áreas, utilizando soluções tecnológicas no dia a dia para aprimorar as estratégias de comunicação da empresa.

O analista martech é considerado uma das carreiras do futuro do marketing e aparece entre as profissões em alta em 2023 no guia da Robert Half.

As martechs em 2022 se beneficiaram com o crescimento digital, que impulsionou a procura por empresas que usam a tecnologia para oferecer soluções de marketing.

Com isso, a busca por profissionais da área também cresce. A perspectiva de remuneração para analistas no nível iniciante em 2023 é de R$5.800 em empresas P/M.

Segmentos que mais lideram as contratações

De acordo com o Guia Salarial da Robert Half para 2023, os setores do mercado que lideram as contratações e aberturas de vagas são:

  • Varejo
  • Startups
  • Logística
  • Tecnologia
  • Healthcare
  • Agronegócio
  • Bens de consumo

Essas são áreas que se destacaram no mercado em 2022 e tendem a crescer ainda mais em 2023.
O setor de tecnologia, por exemplo, tem avanços importantes, como o uso de inteligência artificial no marketing, automação de tarefas e análises de dados. 

Habilidades técnicas e comportamentais importantes para se destacar

A pesquisa da Robert Half também mapeou as habilidades mais exigidas pelas empresas na hora de selecionar seus profissionais. Entre os requisitos técnicos, o domínio do inglês, tech skills e visão de negócios são destaques.

Outras habilidades técnicas apresentadas pelo guia são gestão financeira, controle de indicadores e domínio de conhecimento sobre o funil de vendas.

Já entre as habilidades comportamentais, as empresas vêm prestando atenção em equilíbrio emocional, flexibilidade, criatividade, inovação, trabalho em equipe, resiliência e senso de dono.

Tendências para 2023 no mercado de trabalho

O guia da Robert Half sobre as profissões em alta para 2023 apontou como as transformações de trabalho geradas pela pandemia acabaram trazendo mudanças profundas nos desejos dos profissionais.

Segundo a consultoria, o modelo de trabalho é o atributo que mais pesa na hora de optar por uma vaga, sendo item primordial para 43% dos profissionais.

Em seguida vem o salário, citado como elemento mais importante para 32% dos entrevistados, enquanto 17% citaram os benefícios oferecidos pelas empresas.

Diante desse cenário de mudanças, outras tendências se destacam para o mercado de trabalho de 2023. Confira as principais a seguir.

Flexibilidade

(Crédito: Pexels/peter olexa)

A busca por modelos de trabalho mais flexíveis é uma das tendências destacadas no guia de profissões em alta em 2023, produzido pela Robert Half.

Entre os trabalhadores entrevistados pela consultoria, 77% consideram o regime híbrido de trabalho (com dias de presença no escritório e outros em home office) como o modelo ideal.

O modelo híbrido supera com folga o trabalho presencial (citado como o ideal por apenas 6% dos pesquisados) e o home office integral, que detém a preferência de 17%.

Investimento em qualificação

A busca por profissionais qualificados é vista como um desafio para muitos recrutadores, como indicou o relatório da consultoria Robert Half.

Segundo os dados levantados pelo guia, 76% dos recrutadores entrevistados estão preocupados com a atração de talentos. Deles, 68% acredita que encontrar profissionais qualificados será mais difícil nos próximos meses.

Diante desse cenário, há um crescente movimento das empresas em relação aos investimentos em programas de qualificação.

O objetivo é combater a escassez de talentos no mercado e ajudar os profissionais a impulsionar suas carreiras.

Com isso, as empresas também criam um ambiente de trabalho aberto a novas oportunidades profissionais, o que pode ser um atrativo nos processos seletivos.

Processos seletivos mais transparentes

A busca por processos seletivos e anúncios de vagas mais transparentes é uma demanda do mercado de trabalho.
Isso porque muitas empresas não divulgam alguns detalhes em vagas de emprego, como a faixa salarial.

Para desenvolver uma comunicação clara desde o primeiro contato com os candidatos, há uma preocupação das empresas com esse ponto.

Existe um projeto de lei em tramitação na Câmara dos Deputados, que tem como objetivo tornar obrigatório a divulgação de faixa salarial e dos requisitos necessários para o cargo em oferta de vagas.

Foco em saúde mental e bem-estar

A preocupação com a saúde mental ganhou destaque entre os brasileiros após a pandemia e, diante disso, as empresas também passaram a desenvolver atividades para promover o bem-estar dos colaboradores no ambiente de trabalho.

Esse foco das agências em relação à saúde mental é uma resposta à demanda dos profissionais, que buscam organizações capazes de proporcionar qualidade de vida.

Segundo uma pesquisa da Vittude em parceria com a Opinion Box, 90% dos entrevistados concordam que doenças mentais precisam ser levadas mais a sério.

Destes, 63% dizem cuidar da sua saúde mental e 72% dos profissionais afirmam que escolheriam trabalhar em uma empresa com programas voltados para cuidados com a saúde mental.

Adaptação dos espaços físicos

Com o avanço dos modelos de trabalho remoto, as empresas adotaram a flexibilidade e agora readaptam seus espaços físicos aos novos modelos de trabalho.

A redução das jornadas presenciais impulsionou a criação de ambientes mais colaborativos, focados no engajamento e no bem-estar dos colaboradores.

O uso de espaços compartilhados, sem mesas fixas (chamado de hot desking), locais pet-friendly e áreas de lazer são uma tendência cada vez mais forte entre as empresas.

Essa é uma forma de incentivar o trabalho presencial e garantir o equilíbrio entre vida profissional e pessoal, promovendo qualidade de vida aos profissionais.

Resumo do tema

As profissões em alta em 2023 estão diretamente ligadas às áreas em crescimento no mercado, como as startups, empresas de tecnologia e de marketing digital.

Diante disso, a busca por profissionais de inteligência de mercado, martechs e customer experience tende a aumentar ao longo dos próximos anos.

Para os profissionais, é importante se atentar às habilidades buscadas pelas organizações, como domínio do inglês, tech skills e senso de inovação.

O desenvolvimento desses setores e as mudanças rápidas no mercado de trabalho impulsionam outras tendências, como jornadas de trabalho com modelos híbridos e mais flexíveis, bem como espaços físicos mais colaborativos.

Para as marcas, é essencial se atentar a essas tendências para acompanhar as mudanças do mercado. 

Confira também: Quais são as novidades no mundo da tecnologia?

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Cauã Reymond: “Nunca podemos parar de nos interessar pelo cliente”

    Cauã Reymond: “Nunca podemos parar de nos interessar pelo cliente”

    Ator e produtor divide perspectivas sobre investimentos nos projetos Aceleraí e Biosphere by C. Reymond e relacionamento com marcas

  • Morumbis: os bastidores da parceria entre São Paulo e Mondelez

    Morumbis: os bastidores da parceria entre São Paulo e Mondelez

    Anúncio do naming rights do estádio marca a entrada da empresa no futebol e planos de crescimento em comunicação e produção