Publicidade

Mídia

Estadão prepara cortes e mudanças

Jornal vai dispensar jornalistas e reduzir número de páginas, resumindo conteúdo em três cadernos

Preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem:


5 de abril de 2013 - 11h56

O Estadão confirmou as mudanças em sua estrutura editorial, sem mencionar demissões. É muito difícil, entretanto, que a redução de cadernos e número de páginas não se reflita em cortes na redação. O Sindicato de Jornalistas de São Paulo está alerta sobre os boatos que circulam desde a quinta 4 e contatou a diretoria do grupo para discutir a situação dos funcionários.

Um comunicado oficial apresenta a reestruturação editorial antecipada pelo Meio & Mensagem. Três cadernos principais circulam durante a semana, a partir de 22 de abril: o primeiro, com editorias de política, internacional, cidades (Metrópole) e esportes; permanecendo separados Economia & Negócios e Caderno 2. Esportes ganha suplemento próprio aos domingos e às segundas. Param de circular os cadernos Link, Sabático, C2+Música e Estadinho, cujas pautas serão incorporadas por outros cadernos. 

Continuarão circulando os suplementos semanais Viagem (terças), Jornal do Carro (quartas), Paladar (quintas) e Divirta-se (sextas). Aos sábados permanecem os classificados e o jornal, aos domingos, segue próximo ao Estadão atual, com Aliás, Casa, Empregos e Oportunidades.

O jornal anunciou, por outro lado, que vai lançar outro aplicativo para celular e que a marca Link permanece ativa na internet. Novas plataformas móveis para o Jornal do Carro, Classificados e aplicativo para tablet deverão ser anunciados em breve. "As pessoas querem mais eficiência no consumo da informação, sem abrir mão do aprofundamento e da análise”, disse em comunicado Francisco Mesquita Neto, diretor-presidente do Grupo Estado, justificando as mudanças como um alinhamento com o consumo de conteúdo digital, especialmente em dispositivos móveis.

Seguindo ao enxugamento editorial, muitos funcionários da redação também seriam dispensados. Em dezembro de 2011, o Estadão já havia descontinuado os suplementos Feminino, Agrícola e Caderno de TV e dispensado cerca de 40 jornalistas.

As notícias causam ainda mais ansiedade diante do ocorrido com o Jornal da Tarde no ano passado. A redação começou 2012 com cerca de 70 profissionais, mas perdeu 21 postos em julho, quando começaram os boatos sobre a descontinuidade do jornal. Naquele mesmo mês, uma mudança na diretoria trouxe Mesquita Neto para a presidência do grupo, o que amenizou a tensão. Mas informações sobre o fim do JT voltaram a circular com força poucas semanas depois, sempre negadas pela diretoria, apesar de diversos sinais ao contrário. O boato só foi confirmado na véspera do anúncio, em outubro.
 

wraps

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Confira as ativações de marca na CCXP23

    Confira as ativações de marca na CCXP23

    Ao todo, a décima edição da CCXP contará com 105 marcas; confira algumas das ativações que estarão presentes no festival

  • Omelete traz Gamescom ao Brasil para fomentar mercado de games

    Omelete traz Gamescom ao Brasil para fomentar mercado de games

    Em parceria com Governo do Estado de São Paulo, Gamescom Latam acontecerá em junho de 2024 e visa ser catalisador para indústria de games