Instagram lança anúncios na aba Shop

Buscar
Publicidade

Mídia

Instagram lança anúncios na aba Shop

Plataforma do Facebook está tentando se reinventar como um destino de e-commerce com recursos para varejistas


10 de agosto de 2021 - 6h00

Por Garett Sloane, do Advertising Age

O Instagram começará a exibir anúncios de produtos na aba de Shop. Nessa segunda-feira, 9, a plataforma do Faceook anunciou que os novos anúncios começariam a aparecer imediatamente para usuários dos Estados Unidos durante um período inicial de testes. Marcas como Away, Boo Oh, Clairepaint, DEUX e Donni Davy foram as primeiras varejistas a executar os posts patrocinados. “Começaremos a testar anúncios noa Instagram Shop para facilitar que as pessoas descubram e comprem de marcas quando já estão com vontade de navegar”, disse o Instagram no anúncio.

 

(Crédito: Divulgação/Instagram)

O Facebook e o Instagram fizeram mudanças significativas no último ano para estimular mais compras. No ano passado, o Instagram desenvolveu a aba chamada Shop, que tem uma posição de destaque na tela inicial do aplicativo, entregando um feed personalizado de produtos para cada usuário. A seção não deve ser confundida com as Lojas no Instagram, Facebook e WhatsApp, que são vitrines digitais administradas por comerciantes nos aplicativos. Há também uma seção especial chamada Drops dentro da aba Explorar, que apresenta produtos recém-lançados.

Todos os elementos de compras somam ao empurrão do Facebook para tornar suas plataformas mais “shoppable”. A rede social está competindo com grandes varejistas como Amazon e Walmart, que estão adotando mais elementos sociais, como vídeos de compras ao vivo, em suas propriedades digitais. Enquanto isso, plataformas de mídia social como Instagram, Snapchat, Pinterest, TikTok e Twitter estão construindo mais recursos de e-commerce. O Instagram e Facebook também implantaram sementes de compras em vídeos e em livestreams, incentivando os criadores a marcar produtos em seu conteúdos com links pelos quais os telespectadores podem comprar.

Um relatório do eMarketer do início do ano disse que o comércio social geraria US$ 37 bilhões nos EUA em 2021, um aumento de 35% em relação a 2020. O número de consumidores americanos comprando nas redes sociais deve chegar a 90 milhões em 2021, contra 80 milhões em 2020. Os aplicativos do Facebook, incluindo Facebook, Instagram, WhatsApp e Messenger, alcançam um total de 2,76 bilhões de pessoas por dia.

Mudanças de privacidade nos dispositivos Apple e em toda a internet são outro fator que impulsiona o varejo para as mídias sociais. A Apple implementou recentemente protocolos anti-rastreamento rigorosos que tornaram mais difícil, se não impossível, que os profissionais de marketing digitais observem quando um consumidor cruza de um site ou aplicativo para outro. Isso torna mais difícil segmentar anúncios e rastrear quando eles funcionam. Mas isso se torna um problema menor se toda a atividade ocorrer dentro de um aplicativo como o Facebook.

Os novos anúncios do Shop representam outra forma de os varejistas dialogarem com os consumidores com publicidade personalizada. Os anúncios aparecem no feed com um rótulo “patrocinado” e são linkados às páginas do produtos, com mais informações e novas sugestões de produtos do varejistas.

**Crédito da imagem no topo: Omkar Patyane/Pexels

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Flávia Alessandra e Otaviano Costa: artistas são mídia

    Flávia Alessandra e Otaviano Costa: artistas são mídia

    No Mídia Master 2024, casal de artistas divide carreira de empreendimento no cenário da mídia e relação com marcas

  • Como o público enxerga os anúncios em sites de notícias?

    Como o público enxerga os anúncios em sites de notícias?

    Pesquisa realizada pela Teads ao lado da CNN Brasil revela critérios para a escolha de site de notícias, bem como sentimentos em relação a anúncios em veículos