Vice Media descontinua publicação e vive nova reestruturação

Buscar

Vice Media descontinua publicação e vive nova reestruturação

Buscar
Publicidade

Mídia

Vice Media descontinua publicação e vive nova reestruturação

Vice Media Group anuncia fim da publicação Vice.com, cortes de funcionários e planeja nova estratégia de produção e distribuição de conteúdo


23 de fevereiro de 2024 - 15h08

Na quinta-feira, 22, em comunicado enviado aos 900 funcionários do Vice Media Group, o CEO do grupo, Bruce Dixon, anunciou a suspenção da plataforma de conteúdo Vice.com. O grupo iniciará uma série de demissões e transição para produção em estúdio.

Vice Media Group já havia descontinuado a operação brasileira da Vice no Brasil em 2020 (Crédito: Reprodução)

Grupo já havia descontinuado a operação brasileira em 2020 (Crédito: Reprodução)

O grupo já enfrentava dificuldades financeiras, com dúvida de US$ 474,6 milhões, devido à queda nas receitas de publicidade. Em 2022, a empresa decretou falência. No início de 2023, a Vice Media valia US$ 1 bilhão. Em 2017, seu valor de mercado era de US$ 5,7 bilhões. Ainda em 2023, um consórcio liderado pelo Fortress Investment Group adiquiriu a empresa por US$ 350 milhões.

No pedido de falência, o editor Jason Koebler atribuiu as dívidas aos aportes de grandes grupos que levaram a expansão da estrutura da empresa. Tal estrutura teria se tornado insustentável de bancar ao longo dos anos. Além disso, os investidores cobravam resultados. Grupos como The Walt Disney Company e Fox investiram na Vice.

Embora tenha recebido o aporte, os novos donos não conseguiram reverter a situação da empresa e optaram por fazer cortes no corpo de colaboradores. A empresa também negocia a venda da publicação Refinery29, focada no público feminino.

A Fortress anunciará uma nova estratégia na próxima semana. Por ora, o CEO do Vice Media Group informou que a companhia irá firmar parcerias para distribuir conteúdo, reorganizar os recursos das operações, e invesir no formato de produção em estúdio.

Fundada em 1994 no Canadá, a Vice teve uma dezena de publicações, online, canal de TV por assinatura, agência de publicidade, estúdio, gravadora e bar em Londres.

Fim da Vice no Brasil

A operação brasileira da Vice teve fim em 2020. A empresa demitiu funcionários da equipe editorial brasileira. O grupo justificou os cortes informando se tratava de reestruturação na estratégia global da empresa. O Vice Media Group iria apostar em conteúdo mais global. Assim, a empresa anunciou que teria um hub de conteúdo em inglês e espanhol. Por isso, não era necessário uma equipe especifica alimentando conteúdos locais, cuja produção seria reduzida. No entanto, o site brasileiro da Vice não é alimentado desde então.

Publicidade

Compartilhe

Veja também