>>>>LINK >>> >>>ID >>

Diante de polêmica, C&A defende diversidade

Buscar

Comunicação

Publicidade

Diante de polêmica, C&A defende diversidade

Após críticas sobre sua campanha de Dia dos Namorados, marca se posiciona fazendo um convite à mistura de atitudes

Bárbara Sacchitiello
20 de maio de 2016 - 17h31

Dia-dos-Misturados-CeA

Nas cenas do comercial, casais invertem suas roupas (Crédito: Divulgação)

Pelo segundo ano consecutivo, uma mesma agência de publicidade, na mesma data comemorativa e com uma abordagem semelhante, consegue gerar polêmica e discussões na internet. Enquanto no ano passado a AlmapBBDO virou assunto pelo comercial criado para O Boticário, no qual mostrava casais heterossexuais e homossexuais trocando presentes no Dia dos Namorados, agora, a agência está no alvo das discussões do público por conta da campanha feita para a C&A.

Menos de 24 horas depois de sua primeira exibição na TV aberta, o comercial da rede varejista já recebeu elogios e críticas, dividindo opiniões. Para divulgar as opções de presentes para o Dia dos Namorados, a AlmapBBDO criou o “Dia dos Misturados”, exibindo cenas em que casais invertem suas roupas enquanto passeiam e fazem programas românticos. Na sequência, vários casais são formados, desfeitos e trocados rapidamente, embalados pela trilha sonora. A assinatura “C&A. Misture, ouse, experimente” reforça o conceito. Assista:

A campanha segue a linha apresentada no comercial anterior da marca (o primeiro assinado pela AlmapBBDO, que conquistou a conta de C&A há alguns meses). Com um discurso em prol da liberdade, experimentos e diversidade, a rede varejista procurou mostrar sua moda como um instrumento de afirmação da personalidade, conferindo liberdade para cada um vestir e usar o que quiser.

Nas redes sociais, foram vários os elogios a postura da C&A, por ter encarado a questão de liberdade de escolha e de equilíbrio entre os gêneros de forma leve e descontraída. Da mesma forma, algumas pessoas não gostaram de ver a marca apresentando homens usando roupas femininas e vice-versa. A cantora gospel Ana Paula Valadão foi um exemplo do grupo que rejeitou o comercial. Além de um post crítico em seu perfil na rede social, a cantora chegou a pedir aos evangélicos que boicotem à marca. Veja:

 

Questionada sobre a polêmica, a C&A se manifestou com o seguinte comunicado: “A nova campanha da C&A “Dia dos Misturados” tem como tema principal a celebração do amor e dá continuidade à nova visão da C&A sobre a Moda, lançada em março com a campanha “Misture, ouse e divirta-se. Livre de todo e qualquer tipo de preconceito e estereótipo, o novo filme, que celebra o Dia dos Namorados, faz um novo convite à mistura de atitudes, cores e estampas como forma de expressão. A C&A reforça que o respeito à diversidade, inclusive de opiniões, sempre foi um dos princípios da marca.”

Namorados de O Boticário
Nessa mesma época do ano passado, a AlmapBBDo enfrentava a polêmica em torno da campanha “As sete tentações”, criada para O Boticário em comemoração da data. Rejeitado por um grande grupo de pessoas e defendido por muitas outras, o comercial chegou a ser julgado no Conselho Nacional de Autorregulamento Publicitária (Conar), sendo, posteriormente, absolvido. A campanha acabou sendo premiada no Effie Awards e a marca foi homenageada pelo seu apoio à causa da diversidade. Relembre o comercial:

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”

  • Palmas!!!

    Só lembrando: Jesus arrasava nos vestidos brancos!

  • Fabiana Godinho

    Eu me acho uma pessoa super esclarecida, com poucos preconceitos, seria hipocrita se dissesse q nao tenho nenhum, um deles e nao suportar gente intolerante, sou bem preconceituosa com essa gente. O q eu nao entendo e a total cegueira as situacoes q envolvem as nossas vidas. Essas pessoas nao entendem q ser homosexual nao e uma escolha, a pessoa nasce assim e pronto. Um exmplo do q eu estou falando e q vc ve uma crianca bem novinha ja com tracos e gostos diferentes, essa crianca e inocente ela nao tem nocao do q e sexualidade e ja mostra sua tendencia, vai me dizer q vcs nunca prestaram atencao? Como alguem vai ser contra a vontade de Deus e dizer q esta errado, quem sao elas? Sera q elas nao veem como e dificil nesse mundo tao mesquinho ser diferente, quantas criticas e humilhacoes as pessoas passam por nao serem iguais ao “normal ou tradicional”? Pessoas mediocres q nao tem Deus em seus coracoes, passam horas rezando, dizem q sao tementes a Deus, mas na hora de se portarem como verdadeiros cristaos, sao os primeiros a atirar a pedra. A outra dondoquinha q se acha a perfeita pq e hetero criticando a loja por celebrar uma realidade. Existe amor e esse amor nao precisa ser o convencional pq a vida nao e convencional, as pessoas nao necessariamente sao iguais pq a igreja ou a sociedade disse q deveria ser. A intolerancia me perturba, posso dizer q sou intolerante tbm pq nao consigo aceitar tanta ignorancia e estupidez.
    Eu sou hetero, mas foi Deus q escolheu assim, respeito meu proximo, seja ele quem for e como for, com excessao de gente ignorante e pobre de espirito.

  • Print Liberdade

    Pelo menos aqui o Meio & Mensagem foi mais respeitoso com a Ana Paula,pq.tem muita coisa por aí que ela poderia até processar pq.extrapolaram.Acho que a Ana Paula exagerou quando pediu boicote e falou que unissex não existe,agora ela tem direito a liberdade de expressão,em nenhum momento ela falou p/serem violentos com os homossexuais,os xingou ou ofendeu,o problema no país está sendo esse tb,querem obrigar que a pessoa concorde com a homossexualidade,que ache lindo homem vestindo salto alto por exemplo,não gostam nem quando as pessoas mostram que a ciência em nenhum momento disse que alguém nasce homossexual,já que inclusive vemos artistas que eram héteros e viram homossexuais,tb reportagens de pessoas que até fizeram a cirurgia de mudança de sexo,se arrependeram e querem voltar a serem héteros.Resumindo,vc é obrigado a respeitar o homossexual e não a concordar com a prática homossexual,a conclusão é que isso está gerando brigas desnecessárias e as agências que se cuidem pq.a maior derrota da Globo nos últimos tempos foi por causa do casal lésbico,justamente pq,um enorme número de pessoas que são contra a prática homossexual andam chateadas com essa imposição de terem que concordar com ela,se a pessoa não é obrigada a concordar com a religião do outro,pq.seria obrigada a concordar com a prática homossexual?seria mais simples se a mídia falasse que vc tem direito de ter a sua opinião,que não precisa concordar,só respeitar.

  • Inadepto

    meio q demagogia né.. querer causar e chamar atenção pra marca.. quero ver mesmo é os diretores da C&A irem trabalhar de saia…

    • EU

      BAM BAM BANG!!