Conar arquiva processo contra O Boticário

Buscar

Comunicação

Publicidade

Conar arquiva processo contra O Boticário

Órgão de autorregulação considerou que a campanha ?Casais? para o Dia dos Namorados retrata a realidade


17 de julho de 2015 - 7h47

O Conselho Nacional de Autorregulamentação (Conar) decidiu, por unanimidade, arquivar o processo contra a campanha “Casais”, criada pela AlmapBBDO para O Boticário no Dia dos Namorados. O processo no órgão foi aberto ainda em junho, após a chegada de dezenas de reclamações de consumidores incomodados com o vídeo que mostrava casais gays. De acordo com o Conar, não existe nada na campanha que fira nenhum princípio do mercado. Além disso, ela retrata a realidade do mundo contemporâneo.

A produção, que mostra casais heterossexuais e homossexuais trocando presentes, virou alvo de grupos conservadores e chegou a receber reclamações até mesmo no Reclame Aqui. O vídeo recebeu mais de 3,5 milhões de visualizações no YouTube. Na ocasião, O Boticário se posicionou afirmando que a campanha abordava com respeito e sensibilidade a ressonância atual sobre as mais diferentes formas de amor, independentemente de idade, raça, gênero ou orientação sexual. No próximo dia 24 de julho, a empresa e AlmapBBDO receberão o selo “Amiga da Diversidade”, concedido pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-Jabaquara), de São Paulo, por contribuir para a inclusão e a diversidade.

Assista ao vídeo de O Boticário:

wraps

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”