A divisão entre torneios e veículos no futebol de 2019

Buscar

Mídia

Publicidade

A divisão entre torneios e veículos no futebol de 2019

Com a chegada ao Brasil da plataforma de streaming DAZN e parte do Brasileirão na grade da Turner, torneios ganham nova distribuição na mídia

Bárbara Sacchitiello
30 de novembro de 2018 - 6h00

Atualizada às 12h58

Manchester United X BSC Young Boys, pela UEFA Champions League (Crédito: Clive Brunskill-Getty Images)

Esporte que mobiliza paixões, o futebol também é um produto cobiçado entre os veículos televisivos. Contar com o direito de transmissão de um importante torneio nacional ou internacional pode ser garantia não apenas de bons índices de audiência como também um trunfo para as emissoras angariarem patrocinadores.

Nesta semana, duas importantes movimentações foram anunciadas e devem impactar o cenário dos negócios esportivos na mídia. Em um evento direcionado ao mercado publicitário, a Turner oficializou a chegada do Brasileirão em sua grade a partir do próximo ano. A programadora acertou com sete clubes da série A (Ceará, Bahia, Santos, Internacional, Atlético Paranaense, Fortaleza e Palmeiras) e, até 2024, tem o direito de exibir os confrontos desses times com exclusividade na TV paga. Para 2019, estão garantidas as exibições de 42 jogos, que serão transmitidos pelos canais TNT e Space.

Os outros 13 clubes que disputarão a série A possuem acordo com o SporTV (Globosat), que após anos de exclusividade terá de dividir as transmissões com outro player. Ainda não há definição sobre a exibição de jogos entre um time da Turner e outro da Globosat. Como os acordos dos clubes com as duas programadoras garantem exclusividade, esses tipos de confrontos não serão transmitidos por nenhum dos canais – a menos que exista alguma conciliação entre Globosat e Turner.

Além da entrada da Turner no Brasileirão, outro player também deu as caras no cenário do futebol nesta semana. Nessa quinta-feira, 29, a plataforma internacional DAZN comunicou que lançará seu serviço de streaming no mercado brasileiro a partir de março de 2019. Para atrair assinantes, a nova empresa já oferece um cardápio robusto: a DAZN negociou os direitos exclusivos dos campeonatos italiano, francês e da Copa Sul-Americana. Criado em 2016, o serviço de streaming já está presente no Japão, Alemanha, Áustria, Suíça, Canadá, Itália e Estados Unidos.

Veja abaixo quais canais e plataformas transmitirão os principais campeonatos de futebol nacionais e internacionais em 2019:

Libertadores da América
TV Aberta: Globo
TV Paga: Fox Sports e SporTV (algumas partidas sublicenciadas)

Sul-Americana
Streaming: DAZN

Campeonato Brasileiro – Série A
TV Aberta: Globo
TV Paga: SporTV e Turner (TNT e Space)

Campeonato Brasileiro – Série B
TV Paga: SporTV

Copa do Brasil
TV Aberta: Globo
TV Paga: SporTV e Fox Sports

Champions League (Liga dos Campeões)
TV Paga: Turner (TNT e Space)
TV Aberta: Facebook (a rede social foi a vencedora na negociação dos direitos e exibe as partidas na página do Esporte Interativo, em acordo firmado com a Turner)

Europa League
TV paga: Fox Sports

Premier League – Campeonato Inglês
TV Aberta: RedeTV
TV Paga: ESPN

La Liga – Campeonato Espanhol
TV Paga: ESPN e Fox Premium

Seria A TIM – Campeonato Italiano
Streaming: DAZN

Ligue 1 – Campeonato Francês
Streaming: DAZN

Bundesliga – Campeonato Alemão
TV Paga: Fox Sports

Nations League
TV Paga: Turner
Streaming: Esporte Interativo

Copa América 2019
TV Aberta: Globo
TV Paga: SporTV

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • TV aberta

  • TV Paga

  • Negócios

  • streaming

  • futebol

  • globo

  • SporTV

  • ESPN

  • fox sports

  • Turner

  • Canais

  • TNT

  • Space

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”