Dia dos pais: 38% não se identificam com a publicidade

Buscar

Comunicação

Publicidade

Dia dos pais: 38% não se identificam com a publicidade

Pesquisa do Google sobre comportamento dos consumidores brasileiros ainda revela que 25% das pessoas tem dificuldade de escolher o presente para o Dia dos Pais

Amanda Schnaider
7 de agosto de 2019 - 14h28

Estudo mostra que os pais querem ver comunicações que retratem sua presença diária nos cuidados com os filhos, a divisão igualitária de responsabilidade na criação dos filhos e nos cuidados com a casa (Crédito: Halfpoint/ iStock)

Apesar do Dia dos Pais – celebrado neste domingo, 11 – ser uma das maiores e mais importantes datas comemorativas para o setor varejista e lojista do Brasil, 38% dos pais dizem não se identificar com a imagem projetada pela publicidade nas campanhas feitas para a data. Segundo 27% desses pais, raramente eles se identificam com a publicidade que assistem, de acordo com levantamento do Google sobre o comportamento de consumo dos brasileiros.

O homenageados ainda apontam que, pai perfeito (41%), pai com papel papel coadjuvante (32%) e pais muito rígidos e autoritários (30%), são as características apresentadas na propaganda que menos os representa.

Antonella Weyler, Market Insights Lead do Google Brasil, comenta que a justificativa para isso “é a percepção de que a comunicação continua com representações antigas e estereotipadas como a do pai coadjuvante, sempre trabalhando e pouco presente, ou até mesmo figuras rígidas e autoritárias”.

O estudo também mostra que os pais querem ver campanhas que retratem sua presença diária nos cuidados com os filhos (38%), a divisão igualitária de responsabilidade na criação dos filhos (35%) e nos cuidados com a casa (32%). Segundo Antonella, “a falta de representatividade dos pais na publicidade brasileira tem ligação direta com as discussões sobre o papel dos pais na criação dos filhos. O avanço de questionamentos na sociedade sobre igualdade de gênero e a nova masculinidade abriu espaço para os pais assumirem um papel mais presente no cotidiano da casa e nos cuidados com os filhos”.

A líder ainda pontua que um estudo intitulado “Nova Masculinidade”, elaborado pelo Google em junho de 2018, que entrevistou 700 homens de 25 a 44 anos, revela que para 88% deles, ser um bom pai consiste em participar ativamente do dia a dia dos filhos, já para 34% o homem moderno também assume tarefas domésticas. “Ao jogar luz sobre novas formas de paternidade e espaço para os homens também ocuparem o lugar de cuidadores, as marcas também terão um importante papel de promoção de igualdade de gênero”, reforça Antonella.

Essa falta de representatividade também se confirma quando, mesmo com uma quantidade imensa de campanhas publicitárias sobre a data, 25% das pessoas entrevistadas dizem ter dificuldade na hora de escolher o presente e outros 25% vão a várias lojas antes de tomar a decisão. O estudo ainda indica que 39% visitam lojas físicas, 26% recorrem a sites de busca como Google, 23% procuram em sites de lojas ou de comparação de preços, 13% buscam essas informações em propagandas e jornais/revistas, 12% em redes sociais e 10% em vídeos no YouTube.

Dessa forma, é possível ver que a internet é muito utilizada pelas pessoas que buscam sugestões e ideias para presentear. Segundo o levantamento, as buscas no Google por ideias criativas de presentes na semana que antecedem o Dia dos Pais, cresceram 8% em 2018, enquanto, entre 2015 e 2018, as buscas sobre a data no geral tiveram uma alta de 19%. A líder de insights de mercado do Google afirma que “o comportamento de buscas também mostra que os termos ‘presente para’ e ‘presentes criativos’ estão entre as principais pesquisas no Google associadas aos presentes para o Dia dos Pais. Ou seja, os consumidores recorrem ao digital desde muito cedo na jornada da compra, como fonte de inspiração e sugestões”.

Apesar de toda essa procura pelo melhor presente, os dados do estudo revelam que muitas pessoas não conhecem bem os gostos dos pais, pois ranquearam os presentes que os pais gostariam de ganhar versus o que os filhos pretender dar. O resultado disso é que somente o primeiro colocado – grupo que engloba roupa, sapatos e acessórios –, e o último – grupo das bebidas alcoólicas –, aparecem na mesma posição em ambos os rankings.

Entretanto, o levantamento mostra que essa dificuldade em encontrar o presente perfeito pode se tornar uma oportunidade para os lojistas em adquirir novos clientes, pois 7 em cada 10 consumidores comprariam em uma nova loja e 61% pretendem dar um presente de uma categoria diferente em 2019.

Dia dos Pais: comportamento dos consumidores
Os dados do estudo ainda ajudam a entender melhor como é o comportamento de quem compra presentes para esta data. 38% deles pretendem gastar mais do que no ano passado com os presentes para seus pais, com um ticket médio de R$298. Além disso, 84% dos entrevistados planejam celebrar a data em casa, sendo que o lar dos homenageados é o principal destino, 36%.

A pesquisa também revela que quase metade das compras para a data (41%) são feitas na véspera ou no próprio dia. “Trata-se de um comportamento brasileiro já consolidado há muitas décadas, independente da data sazonal. Temos o hábito de deixar as compras para a última hora no Dia das Mães e no Natal, por exemplo”. Dessa forma, os consumidores acabam recorrendo às lojas físicas. Segundo o levantamento, os Shoppings Centers aparecem como o local em que as pessoas mais compram seus presentes (42%), seguido por lojas de bairro (27%).

Além disso, apenas uma em cada cinco pessoas compram pela internet, apesar da data ter sido a segunda com mais pedidos em 2018 no e-commerce, apenas atrás do Dia das Mães. Por fim, o estudo mostra que a combinação entre frete grátis, preços atraentes e curtos prazos de entrega, são os principais diferenciais que fariam as pessoas aderirem a compras pela internet no Dia dos Pais. Os dados da pesquisa foram obtidos por meio da Google Consumer Survey, ferramenta online que entrevistou 500 pessoas em maio deste ano, e analisou o comportamentos dos brasileiros que procuram por essa data no buscador da plataforma.

*Crédito da imagem no topo: Luis Quintero/Pexels

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Google

  • pesquisa

  • comunicacao

  • Publicidade

  • consumidor

  • informacoes

  • estudo

  • insights

  • Dia dos Pais

  • Pais

  • Filhos

  • representatividade

  • Homens

  • levantamento

  • masculinidade

  • consumidor brasileiro

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”