Conar suspende filmes de “A Gente Banca”, do Santander

Buscar

Comunicação

Publicidade

Conar suspende filmes de “A Gente Banca”, do Santander

Associação Brasileira de Jornais afirma que campanhas depreciam a imprensa ao afirmar que "mais gente compra jornal para catar sujeira de bicho"

Salvador Strano
27 de maio de 2020 - 15h10

Projeto A Gente Banca, do Santander, promove crédito para donos de bancas no Brasil (Crédito: reprodução)

O Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) suspendeu dois filmes da campanha A Gente Banca, do Santander, após pedido feito pela Associação Nacional de Jornais (ANJ). Apesar da decisão liminar, as peças já haviam deixado de ser veiculadas na TV e nas redes sociais. Nos filmes, duas frases foram alvo de argumentação da ANJ: “nos últimos anos, mais gente comprava jornal para catar sujeira de bicho de estimação do que para ler” e “ninguém mais compra jornal em banca, todo mundo lê notícia pelo celular”.

A campanha do banco foi desenvolvida com o propósito de divulgar uma linha de crédito que o Santander desenvolveu para que os jornaleiros possam reinventar seu negócio. Em contrapartida, o banco poderia expor sua marca como parte do pagamento do empréstimo.

“Fomos totalmente surpreendidos pela campanha do Santander. A campanha ataca os jornais, sobretudo em um momento que se combinam a maior emergência sanitária do país com os ataques do presidente à imprensa”, afirma Marcelo Rech, presidente da ANJ. Mesmo após a retirada dos filmes em questão do ar, a associação afirmar entender que “a continuidade da campanha deprecia os jornais, desnecessariamente, tanto no roteiro quanto na estética – que mostra um papel envelhecido, jogado em um canto. Ela é gratuita e incompreensível para nós”, finaliza Rech.

Em sua argumentação junto ao Conar, a ANJ destaca a possível ilegalidade de alteração de finalidade comercial das bancas de jornal, uma vez que os pontos de venda são concessões públicas e são regidas por leis municipais. No site do projeto, o banco destaca que é necessário contato com a prefeitura da cidade de quem pretende pegar o empréstimo para saber se há ou não possibilidade de adicionar novos modelos de negócio ao ponto comercial.

Em nota, o Santander afirma que “o projeto A Gente Banca foi criado com o objetivo de oferecer aos donos de bancas de jornais assessoramento, capacitação e apoio financeiro para fortalecer a sua atividade principal, nas cidades onde a legislação local permite a sua aplicação. A divulgação dos vídeos da campanha foi encerrada tão logo o banco foi notificado pelo Conar”.

Veja um dos filmes da campanha:

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • marcelo rech

  • Conar

  • ANJ

  • Santander

  • jornal

  • jornalismo

  • Bancos

  • bancas

  • Imprensa