Pedro Turra deixa presidência da Aprosom

Buscar

Comunicação

Publicidade

Pedro Turra deixa presidência da Aprosom

Associação Brasileira das Produtoras de Fonogramas Publicitários estuda encerrar atividades ou ser incorporada por outra entidade representativa do mercado

Renato Rogenski
9 de junho de 2020 - 11h32

Pedro Turra: “Caso essa união com outra entidade se concretize, é uma iniciativa positiva” (Crédito: divulgação)

Sócio das empresas especializadas em áudio e podcasts A-Gandaia e Pod360, Pedro Turra deve deixar a presidência da Associação Brasileira das Produtoras de Fonogramas Publicitários (Aprosom) nos próximos dias. A diretoria da entidade já foi informada sobre a decisão, na semana passada. De acordo com o executivo, a decisão de cunho pessoal foi motivada por uma diferença de pensamento e visão de mercado e atuação entre ele e os membros diretores.

Nesta terça, 9, Pedro deve entregar a sua carta de renúncia. A partir daí, dentro de um período de aproximadamente 10 dias, uma assembleia com a diretoria deve determinar o destino da associação. Um caminho provável é o fim da organização. O outro, e isso deve ser a pauta de maior relevância da reunião, é a incorporação da Aprosom por alguma outra entidade representativa do mercado, entre elas a Associação Brasileira das Produtoras de Obras Audiovisuais.

Pedro Turra enxerga com bons olhos a perspectiva de junção com alguma entidade do meio. Em sua visão, é um movimento que caminha na direção de um segmento audiovisual ainda forte e homogêneo. “Caso essa união com outra entidade se concretize, é uma iniciativa positiva, que só deve somar e fortalecer a indústria audiovisual brasileira”, afirma.

A Associação Brasileira das Produtoras de Fonogramas Publicitários foi criada para fomentar o segmento de prestação de serviços de som, sobretudo para o mercado publicitário. Criada em 1973, atualmente a entidade conta com 30 empresas em seu quadro de associados.

Crédito da imagem de topo: Marco_Piunti/iStock

Publicidade

Compartilhe