Lideranças da DPZ&T abrem nova agência

Buscar

Comunicação

Publicidade

Lideranças da DPZ&T abrem nova agência

CEO Eduardo Simon, CCO Rafael Urenha e VP de mídia Paulo Ilha lançam operação tendo Publicis Groupe como minoritário; Fernando Diniz é novo presidente da DPZ&T

Alexandre Zaghi Lemos
7 de agosto de 2021 - 9h04

Nova agência de Eduardo Simon tem como clientes inaugurais as contas de Itaú, McDonald’s e Natura

Três executivos que são sócios da DPZ&T estão de saída. O CEO Eduardo Simon, o CCO Rafael Urenha e o vice-presidente de mídia Paulo Ilha se uniram para lançar uma nova agência, que será apresentada oficialmente ao mercado na semana que vem e terá o Publicis Groupe como sócio minoritário. Itaú, McDonald’s e Natura, três dos principais clientes da DPZ&T, seguirão com o trio na empreitada. Até o fechamento desta reportagem, era incerto se a operadora Vivo faria o mesmo, migrando sua verba digital para a nova agência.

O Publicis Groupe se movimentou nos últimos dias para não enfraquecer demais a operação da DPZ&T, onde a presidência será assumida por Fernando Diniz, até então chief strategy officer. Nos próximos dias devem ser anunciados novos heads nas áreas de criação e mídia, que estão sendo contratados. Entre as contas atendidas atualmente que permanecem na agência estão Renault, Ambev, Nestlé, Electrolux, Perdigão, TikTok e Red Bull. De acordo com o ranking do Cenp-Meios, a DPZ&T foi a terceira maior compradora de mídia do País em 2020.

Fernando Diniz é novo CEO da DPZ&T, que contrata novos heads para criação e mídia

O movimento de cisão começou há alguns meses e foi motivado pelo descontentamento do grupo de executivos que está deixando a operação com seus respectivos contratos. As tratativas com o Publicis envolveram desde discussões sobre uma nova configuração na sociedade da DPZ&T até uma possível saída da holding de Simon, Urenha e Ilha. A adesão de Itaú, McDonald’s e Natura gerou preocupação no grupo francês. Para não perder os executivos e os clientes, o Publicis acabou abrindo mão de ser majoritário, como ocorre em todas as suas demais empresas no Brasil.

O propósito dos executivos que lideram o novo empreendimento é o de construir uma operação mais digital, independente e nacional, embalados não só pela transformação pela qual passa todo o mercado, mas também pela boa experiência que tiveram com a VivaSix, unidade da DPZ&T focada em performance, que conquistou no ano passado a verba desta disciplina da Vivo e também atendia essa conta do Itaú.

Publicidade

Compartilhe