Giraffas muda estratégia de compra de mídia

Buscar

Marketing

Publicidade

Giraffas muda estratégia de compra de mídia

A partir deste ano, a rede de refeições focará seus investimentos publicitários regionalmente distribuindo a verba em 134 praças


23 de fevereiro de 2016 - 11h07

A rede de refeições rápidas Giraffas, que faturou R$ 800 milhões em 2015, está mudando sua estratégia de investimento publicitário.

Antes, a empresa investia 75% do orçamento em TV nacional e os outros 25% em digital. Agora, a verba que era de TV será distribuida em 134 planos de mídia regionais em uma campanha que terá início no fim do primeiro semestre desenvolvida pela agência Mood. “É uma estratégia para que o franqueado nos ajude a definir o que é mais eficiente em sua região”, diz Ricardo Guerra, diretor de marketing da rede.

Além da mudança na compra, a rede inicia seu processo de reposicionamento de marca em 2016. Com o objetivo de ir na contramão de redes concorrentes como McDonald´s, Subway e Burger King que ampliaram suas apostas em promoções e preços reduzidos, o Giraffas focará neste ano no aumento do valor de marca e o lançamento de um novo cardápio, na semana passada, que reduz alguns preços, mas eleva a qualidade dos pratos com carnes nobres como Angus e novos cortes de frango. “Nosso objetivo não é se tornar uma marca premium ou gourmet, mas focar em promoção por meio de custo-benefício”, diz Guerra.

Para comunicar o novo cardápio e divulgar seu reposicionamento a rede vai investir R$ 12 milhões em marketing e R$ 8 milhões em ativação e ponto de venda. O grupo possui 400 lojas no Brasil e 10 nos Estados Unidos.

O novo cardápio da rede ilustra o novo conceito:

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”