Clubes que investem em eSports passam de dez

Buscar

Marketing

Publicidade

Clubes que investem em eSports passam de dez

Corinthians se une à Red Canids e integra um grupo de times que inclui Santos, Flamengo, Manchester City, Paris Saint-Germain e outros

Luiz Gustavo Pacete
7 de novembro de 2017 - 7h34

Durante o final de semana, o Corinthians e a equipe de eSports Red Canids comunicaram uma parceria que deve ser detalhada nas próximas semanas. Com o anúncio, o time alvinegro passou a integrar um grupo de clubes que investem na modalidade e inclui Santos, Flamengo, Manchester, PSG e outros times que, somados, passam de dez.

 

O Manchester City mantém um time de eSports que disputa Fifa

Em julho deste ano, o Flamengo anunciou sua entrada na categoria por meio da criação de um time dedicado a eSports mais especificamente no jogo da Riot, o League of Legends.

Na ocasião, em entrevista ao Meio & Mensagem, Daniel Orlean, VP de marketing do Flamengo, afirmou que o principal objetivo de ter uma equipe de eSports era contar com uma nova forma de diálogo com as novas gerações que consomem esporte de forma muito diferente.

O Santos anunciou sua equipe em 2015, o Santos Dexterity, que disputa torneios de League of Legends, Call of Duty e Rainbow Six Siege. Entram para o grupo o Valencia, time da primeira divisão da Espanha que possui atletas nos jogos Hearthstone e League of Legends.

O alemão Schalke mantém o FC Schalke 04, uma das primeiras equipes de eSports anunciadas por um clube de futebol disputando League of Legends e Fifa. Anteriormente, o primeiro clube a investir na modalidade foi o Wolfsburg, também alemão.

 

O Santos, desde 2015, compete na modalidade

O Manchester City mantém um time de eSports que disputa na Fifa. O Ajax, da Holanda, também disputa o torneio da Fifa. E o Paris Saint Germain, time de Neymar, anunciou, em dezembro do ano passado, sua equipe de eSports que já disputa torneios de Fifa e League of Legends.

De acordo com a empresa de pesquisa Newzoo, a receita mundial de eSports será de US$ 696 milhões em 2017 e chegará a US$ 1,5 bilhão em 2020. Segundo dados da plataforma Twitch, em 2016, os brasileiros consumiram mais de 800 milhões de horas de jogos. Em fevereiro, o ex-jogador Ronaldo passou a investir na CNB, tradicional time de eSports.

Publicidade

Compartilhe