Proposta do BK reduz emissão de gás metano do gado

Buscar

Marketing

Publicidade

Proposta do BK reduz emissão de gás metano do gado

Estudo do Burger King aponta que adição de capim-limão à dieta das vacas e bois em confiamento diminui o impacto ambiental dessa indústria; no Brasil, rede fará testes em parceria com a JBS


15 de julho de 2020 - 16h27

Campanha do Burger King explica um pouco da iniciativa (Crédito: Reprodução)

O metano, presente nos gases de vacas e bois, é um dos principais agravantes do efeito estufa. De acordo com a ONU, a criação de gado bovino é responsável por cerca de 14,5% das emissões globais de gases de efeito estufa no mundo. Pensando em uma forma de ajudar a reverter essa situação, o Burger King lançou um estudo global que tem como objetivo reduzir em 33% a emissão diária de gás metano proveniente do gado confinado, com uma pequena mudança na alimentação das vacas e bois: a adição de 100 g de capim-limão na dieta deles. A pesquisa foi realizada pelos cientistas Octavio Castelan, PhD da Universidade Autônoma do Estado do México, e Ermias Kebreab, Phd da Universidade de Davis (Califórnia).

A iniciativa teve início nos Estados Unidos e México e em agosto começa a ser implantada no Brasil, onde a rede de fast-food fechou uma parceria com a JBS, para passar a adicionar capim-limão na dieta de mais de 95 vacas e bois criados em confinamento para observar os resultados localmente, que, depois, se tornarão públicos. Os restaurantes de Miami, NY, Austin, Portland e Los Angeles, nos Estados Unidos, já contam com o Whopper feito de carne proveniente de vacas e bois que seguem essa dieta.

Para mostrar um pouco da iniciativa, o Burger King lançou uma campanha dirigida por Michel Gondry, vencedor do Oscar, e apresentada por Mason Ramsey, fenômeno da cena country americana (veja abaixo). Além disso, a rede disponibilizou o estudo completo, com fórmula, quantidades certas e especificações do capim-limão para qualquer pessoa ou empresa produtora de carne que queira reduzir o seu impacto ambiental. Para acessar, clique aqui.

Segundo o BK, a proposta está conectada com os compromissos da marca de reduzir seus impactos ambientais e de continuar buscando melhorias no bem-estar animal junto a seus fornecedores parceiros. “Gostaria de convidar toda a indústria de alimentação, incluindo nossos concorrentes, a testar o que fizemos. Acredito que todos ficarão surpresos com os resultados e, quanto mais pessoas se juntarem a nós, maior será o impacto positivo que podemos gerar no mundo”, afirmou Fernando Machado, CMO da Restaurant Brands International (rede dona de BK, Popeyes e Tim Hortons), em nota.

**Crédito da imagem no topo: Divulgação

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Octavio Castelan

  • Ermias Kebreab

  • Michel Gondry

  • Mason Ramsey

  • Fernando Machado

  • Burger King

  • JBS

  • estudo

  • carne

  • efeito estufa

  • gás metano

  • gases

  • vacas

  • dieta

  • gado

  • capim-limão