Hypera Pharma compra a Simple Organic

Buscar

Marketing

Publicidade

Hypera Pharma compra a Simple Organic

Com aquisição, farmacêutica entra no mercado de beleza, explorando o segmento de “clean beauty” em ascensão; a fundadora Patrícia Lima, continua à frente da operação, como CEO

Roseani Rocha
4 de dezembro de 2020 - 12h31

Portfólio orgânico e cruelty free tem, hoje, cerca de 100 itens (Crédito: Carlos Sales)

Nesta sexta-feira, 4, a Hypera Pharma anunciou a compra da Simple Organic, marca premium de beleza sustentável fundada há apenas três anos pela empresária catarinense Patrícia Lima, mas que vinha conquistando espaço sólido no mercado, com vendas via e-commerce, mas também em lojas físicas (próprias e franquias).

O portfólio da Simple Organic, para cuidados da pele e também com itens de maquiagem, é, como o nome indica, orgânico e vegano, além de cruelty free e para todos os gêneros. Além disso, conforme costuma ressaltar Patrícia, tem grande investimento em ingredientes de alta qualidade, com fórmulas 100% limpas, para fazer frente em eficácia à indústria sintética de cosméticos, que domina o mercado.

Segmento de beleza natural é um dos que mais crescem no País (Crédito: Carlos Sales)

No comunicado em que anuncia a aquisição, a Hypera Pharma, que o mais perto da beleza que estava era com sua atuação em dermocosméticos, por meio de marcas como AgeCare, Epidrat e Episol, entre outras, afirma que “a transação une a força e capilaridade de uma das maiores e diversificadas empresas farmacêuticas do Brasil a uma jovem marca nativa digital, com apenas três anos de mercado, de rapidez e capacidade de inovação típica das Beautytechs, olhar voltado à sustentabilidade, com ampla comunidade alicerçada em uma plataforma omnichannel direct-to-consumer”.

Patrícia Lima, que fundou a Simple Organic em 2017, continua na empresa, como CEO (Crédito: Carlos Sales)

Hoje, a metade das vendas da Simple ocorrem via e-commerce. Mas a expectativa é de fazer a marca continuar aumentando alcance e penetração do segmento clean beauty em todo o País. Presume-se, dado o perfil da Hypera Pharma, que em breve o portfólio da Simple que hoje tem cerca de 100 itens, logo estará à venda também nas redes de farmácia, que têm aberto espaço para as marcas de beleza em geral – e sempre estiveram abertas às de dermocosméticos especificamente.

“Estou muito feliz! Não cabendo em mim, de tão feliz que estou. É um momento muito especial para a beleza natural. A gente vê esse movimento acontecer tanto nos EUA e ver a Simple ser a primeira aqui é incrível”, afirma Patrícia, ao Meio & Mensagem.  Ela também comenta que não fecharia um acordo diferente de algo em que ela não pudesse permanecer à frente da operação. “É o meu bebê. Todo mundo sabe como todo fundador é apegado à sua criação. Sigo como CEO, à frente das decisões, assim como a Simple é para seguir exatamente em seu caminho, apenas com mais estrutura. A entrada da Hypera como investidora, com a compra majoritária entrega essa estrutura que é tudo que a gente, como marca independente, não tinha”, acrescenta a executiva.

A aquisição é o primeiro investimento da Hypera Ventures, braço de venture capital da Hypera Pharma. Vivian Angiolucci, que comanda essa unidade de negócios, destacou, em nota, a afinidade de valores entre as duas empresas, quando ao nível de entrega dos produtos ao consumidor e comprometimento com a saúde das pessoas e do planeta. “Com a Simple Organic, ampliamos nosso portfólio de skincare com produtos naturais, aumentamos nossa presença no e-commerce e nos aproximamos da geração millenials, além de usarmos nossas forças para acelerar o movimento de consumo sustentável”, acrescentou Vivian.

Com essa estrutura ampliada, a Simple Organic já anunciou que passará a investir no Amazon Lab, programa voltado a projetos de regeneração da Floresta Amazônica.

Publicidade

Compartilhe