Eventos presenciais estão mais comuns do que os virtuais

Buscar
Publicidade

Marketing

Eventos presenciais estão mais comuns do que os virtuais

Com a pandemia prestes a completar dois anos, movimentação sinaliza um marco para a indústria publicitária


23 de fevereiro de 2022 - 9h53

(Crédito: Arnold O. A. Pinto – shutterstock)

*Por Asa Hiken, do AdAge

À medida em que a pandemia se aproxima de seu aniversário de dois anos, os eventos do setor da publicidade agora são mais realizados pessoalmente do que de modo exclusivamente virtual, conforme indica um estudo do DBC Industry Calendar, um banco de dados de todos os eventos programados das indústrias de publicidade, marketing e insights. Seus membros fundadores incluem entidades internacionais como ANA, 4As e IAB, entre outros.

Dos 702 eventos do setor, que irão ocorrer em 2022, analisados para o levantamento, 273 foram identificados como eventos presenciais, 271 como somente virtuais e 158 como híbridos. 

As descobertas sugerem um marco para uma indústria que há muito aguarda um retorno à normalidade. Os eventos presenciais são vitais para os anunciantes ansiosos para conhecer novos clientes, conectar-se com os já existentes, discutir perspectivas em todo o setor e interagir com os consumidores. Em 2022, haverá uma média de 56 eventos por mês nos segmentos de publicidade, marketing e insights, com uma alta mensal de 119 planejada para março, de acordo com o estudo.

“Os eventos virtuais permitiram que o setor avançasse nos negócios, ajudaram a manter as conexões durante os bloqueios, e continuam a desempenhar um papel importante para facilitar a participação em conferências e webinars”, explica Bill Daddi, presidente da DBC Brand Communications – que opera o DBC Industry Calendar — em um comunicado. “Mas certamente o desejo de interação cara a cara genuína e o benefício de conhecer novos contatos e ver velhos amigos em corredores e salas de conferência é forte”.

Apesar da pluralidade de eventos de 2022 planejados para formatos presenciais, a maioria ainda contém componentes virtuais, e os eventos somente virtuais permanecem quase tão comuns quanto os presenciais. Formatos virtuais e híbridos continuarão a ser usados ​​por seus altos níveis de conveniência, diz Daddi.

Nesses quase dois anos desde que a pandemia de coronavírus foi declarada, fluxos e refluxos ensinaram à indústria que o futuro é tudo menos certo, e o próximo surto de Covid-19 pode estar chegando. A CES do mês passado, por exemplo, sofreu uma retirada de última hora de vários expositores e comerciantes, como Procter & Gamble e General Motors, devido à variante omicron.

Embora se espere que o próximo evento de mídia e tecnologia,  o SXSW, seja principalmente um evento presencial (o festival acontece de 11 a 20 de março), ele também conterá componentes virtuais. Outros eventos programados para o final deste ano, que foram recentemente virtuais, incluindo Cannes Lions , também estão planejados para formatos híbridos para 2022.

**Tradução por Giovana Oréfice

Publicidade

Compartilhe

Veja também