As ações da TIM em prol do combate à violência contra às mulheres

Buscar
Publicidade

Marketing

As ações da TIM em prol do combate à violência contra às mulheres

Ao lado da BETC Havas, empresa apresenta função que indica potenciais zonas de perigo no app Mulheres Positivas


2 de agosto de 2022 - 10h57

Em 2010, a TIM lançou a plataforma Mulheres Positivas a fim de promover o desenvolvimento pessoal e profissional de mulheres ao redor do Brasil. Disponível por meio de um app, a iniciativa foi levada também para a Colômbia, México e Estados Unidos, por meio do portal Positive Woman.

 

(Funcionalidade sinalizará as rotas que podem ser perigosos para as mulheres (Crédito? Divulgação)

Neste mês, a empresa apresenta uma novidade na plataforma, que é a funcionalidade “Caminho Delas”. Desenvolvida pela BETC Havas, a ferramenta funciona como um espaço em formato de mapa que conta com informações sobre episódios de violência contra mulheres que aconteceram em determinados locais.

A primeira cidade a receber a função foi o Rio de Janeiro, onde aconteceu o Festival TIM Music Mulheres Positivas na última sexta-feira e sábado, 29 e 30 de julho, respectivamente.

O desenvolvimento foi feito junto à startup italiana Wher. A parceria visa implementar no Brasil e na América Latina a funcionalidade, que já é utilizada na Europa, e visa ajudar as mulheres a identificaram áreas que possam não ser tão seguras.

A criação une tecnologia à colaboração das usuárias. Por meio de inteligência artificial e geolocalização, as informações fornecidas pelas mulheres são processadas em um banco de dados que também conta com estatísticas para compor um mapa de calor, indicando as regiões e áreas mais perigosas, ou seja, com maior incidência de violência. No longo prazo, o plano da TIM é disponibilizar a função a todas as cidades do país, realizando um mapeamento total das “zonas de perigo”.

Publicidade

Compartilhe

Veja também