Facebook oferece cursos para publicitários desempregados

Buscar

Mídia

Publicidade

Facebook oferece cursos para publicitários desempregados

Projeto Rise busca recolocar profissionais no mercado de trabalho

Thaís Monteiro
14 de julho de 2020 - 18h42

Nesta terça-feira, 14, o Facebook anunciou o projeto Rise, uma série de treinamentos e recursos que a plataforma vai oferecer para profissionais de agências de publicidade que ficaram desempregados por conta da pandemia ou não estão economicamente ativos. A proposta é ajudar esses profissionais a se recolocarem no mercado. O início do programa se dá em julho e é válido até dezembro.

 

Projeto foi criado com grupos de profissionais do mercado de agências (Crédito: Bombuscreative/iStock)

A iniciativa inclui o curso sobre gerenciamento de viés inconsciente, que é obrigatório para funcionários da rede social, certificações da ferramente Blueprint, cursos sobre uso de plataformas sociais,um grupo para discussão, uma página no Facebook e um portal com conteúdos do programa. Além disso, estão inclusas no cronograma conversas inspiracionais e práticas de autocuidado. As atividades tem modelos mistos de sessões ao vivo com convidados e gravadas.

A plataforma investiu no projeto para prover captação técnica e pessoal para esses profissionais para que estejam mais preparados para retornar às atividades. “A missão do Facebook é justamente ajudar a criar comunidades – ao conectar essas pessoas entre si e também com outras da indústria, acreditamos que vá surgir uma troca de experiências muito valiosa, assim como oportunidades”, descreve Débora Nitta, head de agências do Facebook no Brasil. Apesar de destinado a profissionais que não estão economicamente ativos no momento, os conteúdos vão estar disponíveis gratuitamente para todas as pessoas que se cadastrarem.

O Rise é apoiado pelo Clube de Criação, Grupo de Atendimento, Grupo de Mídia e Grupo de Planejamento de São Paulo. “Os grupos estão diretamente conectados ao mercado e aos seus associados, membros que são profissionais de mídia, atendimento, planejamento e criação, entre outros. O apoio dos grupos é fundamental para que o programa seja amplificado e que chegue ao maior número de profissionais possíveis da indústria e em todo Brasil”, diz Nitta.

**Crédito da imagem no topo: Audioundwerbung/iStock

Publicidade

Compartilhe