Fla X Flu no SBT terá patrocínio de 6 marcas

Buscar

Mídia

Publicidade

Fla X Flu no SBT terá patrocínio de 6 marcas

Emissora já negociou com PicPay, Brahma, Havan, Miorrelax (Hypera Pharma), Unilever e Estácio para a transmissão da final do Carioca na noite desta quarta-feira, 15

Bárbara Sacchitiello
15 de julho de 2020 - 10h39

Primeira partida da final, realizada no domingo, 12, foi exibida pela Flu TV (Crédito: Reprodução/Flu TV)

Atualizada às 16h49

A transmissão da final do Campeonato Carioca pelo SBT na noite desta quarta-feira, 15, terá o patrocínio de seis marcas, uma a mais do que o previsto no planejamento comercial da emissora. Após o PicPay – o primeiro anunciante a negociar com a emissora – outras marcas aderiram ao projeto comercial do SBT: Brahma, Havan e Miorrelax (Hypera Pharma). Após a publicação desse texto, o colunista Mauricio Stycer, do UOL, publicou que a emissora tinha negociado as cinco cotas da transmissão. A reportagem de Meio & Mensagem confirmou a informação de que a Unilever será o quinto cotista do jogo.

Posteriormente, a reportagem também obteve a informação de que o grupo educacional Estácio também adquiriu uma cota da transmissão da emissora.

 Cada uma das cotas tinha o valor de tabela de R$ 9,8 milhões. É importante considerar que esse valor é o apresentado oficialmente ao mercado publicitário, mas é comum que descontos sejam concedidos na negociação.

O SBT começará a exibir o pré-jogo, que acontece no Maracanã, às 20h45. A partida começará às 21h e terá narração de Téo José e comentários dos ex-jogadores Carlos Alberto e Athirson.

O retorno do futebol carioca à tela do SBT tornou-se possível após uma série de reviravoltas que vem acontecendo no âmbito dos direitos de transmissão de TV do esporte mais popular do País. O novo cenário teve início em 18 de junho, quando o presidente Jair Bolsonaro publicou uma Medida Provisória que altera a Lei Pelé, responsável pelas regras dos direitos de transmissão de futebol na TV.

Essa mudança da Lei aconteceu justamente na retomada do Campeonato Carioca, após meses de interrupção por conta da pandemia Covid-19. Como era o único clube, entre os disputantes do torneio estadual, a não ter firmado contrato com a Globo em 2020, o Flamengo interpretou a Lei como uma oportunidade para negociar os direitos dos jogos restantes do campeonato de forma independente. Depois de o clube rubro-negro ter transmitido a partida contra o Boavista, no dia 1 de julho, em seu perfil oficial no Twitter, a Globo, no dia seguinte, comunicou que estava rescindindo o contrato com a Federação Esportiva do Rio de Janeiro e que não mais transmitiria o campeonato Carioca.

Esse imbróglio na decisão dos direitos de transmissão fez com que as etapas finais do Campeonato Carioca quebrassem recorde nas redes sociais. Após o jogo do Flamengo, que quebrou recordes de acessos simultâneos na Fla TV, o Fluminense bateu um novo marco na semana passada, ao derrotar o rubro-negro, nos pênaltis, na final da Taça Rio. A live do jogo alcançou 3,597 milhões de acessos simultâneos, angariando o título de evento ao vivo mais visto da história do YouTube no mundo.

Qualicorp no Flamengo
A arrecadação do Flamengo na final do campeonato também teve um impulso. Além dos valores pagos pelo SBT pela transmissão, o clube fechou um patrocínio com a Qualicorp exclusivamente para a partida desta quarta-feira, 15. A administradora de planos de saúde coletivos estampará sua marca no calção do uniforme dos jogadores.

Publicidade

Compartilhe