PlutoTV quer liderança no mercado de streaming

Buscar

Mídia

Publicidade

PlutoTV quer liderança no mercado de streaming

AVOD da ViacomCBS estreia no Brasil com 27 parceiros de conteúdo

Thaís Monteiro
8 de dezembro de 2020 - 15h47

Nesta terça-feira, 8, a ViacomCBS lança no Brasil a PlutoTV, streaming gratuito da companhia cujo modelo de negócio se sustenta por anúncios ao longo da exibição dos conteúdos, também denoninado AVOD (Advertising Video On Demand). A plataforma já conta com 27 canais de conteúdo, 60 parceiros comerciais e espera números de lançamentos superiores à soma da PlutoTV na América Latina, que hoje conta com mais de 17 milhões de usuários. De acordo com Maurício Kotait, gerente geral da ViacomCBS no Brasil, o lançamento prévio de 15 dias do produto no Brasil ultrapassou o alcance da América Latina.

 

Plataforma visa chegar a 60 parceiros de conteúdo até o final de 2021 (Crédito: Divulgação/ViacomCBS)

A PlutoTV funciona tanto como programação linear, caso o usuário queira navegar por canal, ou sob demanda. Os conteúdos incluem produções de marcas da ViacomCBS que não estão no ar no momento, e de outros players, como Maurício de Sousa Produções, Lionsgate e outras. A intenção é ampliar as parcerias de conteúdo de modo que a soma dos parceiros chegue a 60 ao final de 2021. A ViacomCBS ainda não considera produzir conteúdo original para a PlutoTV neste primeiro momento. O Paramount +, seu novo SVOD, que será lançado no próximo ano, pretende ter um posicionamento diferente, com conteúdos mais premium.

A PlutoTV também traz, já no lançamento, três canais temporários para o mês de dezembro com conteúdos natalinos, sejam eles filmes ou música. Os canais temporários, denominados pelos executivos como pop-ups, terão sua fórmula repetida. Kotait adianta, por exemplo, a vontade de fazer um canal pop-up da saga Star Trek para ficar disponível durante três a quatro meses. Novidades na área de conteúdo serão anunciadas mensalmente, ao longo de 2021. Ainda no tópico Natal, o Especial de Natal do Porta dos Fundos deste ano estreia na plataforma simultaneamente ao canal da produtora no YouTube, em 10 de dezembro.

Já é possível assistir ao conteúdo da PlutoTV no desktop, aplicativo para Android ou iOS, na AppleTV e outros cromecasts. A plataforma chega às smart TVs em 2021.

Os anúncios são colocados em meio ao conteúdo a cada 12 minutos de exibição — não há peças que antecedem o produto audiovisual — e o usuário não tem como pular a peça publicitária. A negociação com as agências e anunciantes é feita pelo mesmo time comercial da ViacomCBS que trabalha com os canais da empresa ou por mídia programática. Já são clientes players como Amazon, Nintendo, Playstation e outros.

Por ora, o usuário que quiser assistir a conteúdos da PlutoTV não precisa se cadastrar na plataforma. Apesar disso, Kotait afirma que a intenção da empresa é construir uma base de cadastros posteriormente a fim de, inclusive, fornecer mais dados ao anunciantes sobre a audiência. O executivo ressalta que, no entanto, é preciso precisa primeiro ganhar uma grande base de espectadores para que essa base de dados seja construída.

O break publicitário também será utilizado pela própria PlutoTV para divulgar os demais canais na plataforma. “Se a ideia é chegar a 60 parceiros de conteúdo, preciso promover os demais canais”, diz Kotait. Já em 2021, a ViacomCBS começa uma estratégia de marketing para impactar o maior número de pessoas possível e incentivar que eles baixem o aplicativo e consumam o conteúdo da PlutoTV. Para essa campanha será usada mídia digital e OOH. “Vamos destacar o rápido download, mas preciso construir marca primeiro”, explica o executivo.

Público-alvo
Segundo Rogério Francis, VP de CDM da ViacomCBS na América Latina, o público-alvo da plataforma inclui todas as classes sociais, incluindo as C, D e E, que, em parte, não conseguem assinar um pacote de TV por assinatura ou streamings de conteúdo. “É como se fossemos concorrentes da TV aberta, mas com uma diferença porque alguns conteúdos internacionais nunca foram passados na programação linear”, coloca. Ainda assim, o executivo reafirma o bom relacionamento com as operadoras já que o conteúdo de ViacomCBS na programação não estará disponível na PlutoTV.

“Queremos chegar a 60 canais no mínimo até o final de 2021 e atingir a liderança do streaming. A ViacomCBS está vindo com tudo. Queremos mais do que dobrar a quantidade de canais”, diz Francis.

“Vamos conquistar o Brasil de forma muito forte. O Brasil é um País onde a TV e a internet sempre foram fundamentais: a TV nos últimos 50 anos e a internet mais recentemente, ainda mais em 2020. As pessoas que gostam de TV aberta e streaming vão ter PlutoTV como opção. O melhor de tudo é que é de graça. Não precisa de cartão de crédito e nem se logar”, prevê Kotait.

**Crédito da imagem no topo: Ajwad Creative/iStock

Publicidade

Compartilhe