CNN Brasil completa um ano e projeta streaming para 2021

Buscar

Mídia

Publicidade

CNN Brasil completa um ano e projeta streaming para 2021

Canal de notícias liderado por Douglas Tavolaro irá celebrar a data exibindo um manifesto em solidariedade às vítimas da Covid-19 no Brasil

Bárbara Sacchitiello
15 de março de 2021 - 7h38

Douglas Tavolaro, CEO da CNN Brasil (Crédito: Arthur Nobre)

Na noite desta segunda-feira, 15, a CNN Brasil completa um ano no ar. O canal de notícias idealizado pelo jornalista Douglas Tavolaro foi construído a partir de um acordo de licenciamento com a marca internacional e investimento do empresário Rubens Menin, proprietário da construtora MRV.

Apesar de considerar que o primeiro aniversário merecia comemorações pelo fato de, a ser ver, ter conquistado rápido prestígio entre a audiência e credibilidade junto ao mercado publicitário, Douglas Tavolaro conta que a emissora preferiu substituir a festa por uma homenagem às vítimas da pandemia da Covid-19. “Neste dia 15 de março, teríamos muitos motivos a comemorar: crescimento de audiência, diversos prêmios de comunicação, marketing e mídia, inclusive o Caboré (a CNN Brasil ganhou o troféu na categoria Veículo de Comunicação – Produtor de Conteúdo na edição 2020 da premiação). Tínhamos inúmeros motivos para celebrar essa história, seja com um programa especial ou até mesmo com um documentário. Mas decidimos não comemorar, já que os brasileiros, nos últimos doze meses, vêm abrindo mão de festas e celebrações”, conta o CEO do canal, em entrevista ao Meio & Mensagem.

Nesta segunda-feira, 15, às 20h, o canal planeja levar ao ar um manifesto, gravado pelos jornalistas da casa. Ao longo do vídeo, âncoras, jornalistas e comentarias irão se revezar em uma mensagem sobre as dificuldades do período, ao mesmo tempo em que tentará levar uma ideia de esperança. O manifesto será exibido pela primeira vez no Expresso CNN, apresentado por Monalisa Perrone.

A pandemia da Covid-19, aliás, obrigou o canal a mudar boa parte de seus planos de estreia, há um ano. “Planejamos por quase dois anos toda a estratégia de operação e programação e montamos uma rota de voo, com um norte a seguir e uma grade diversificada, com programas que atendessem a todos os tipos de público. E tivemos que, em uma semana, virar tudo 180 graus, fazendo uma super cobertura da pandemia para informar as pessoas. Todo o planejamento de quase dois anos foi atropelado pelo factual”, relembra Tavolaro. O executivo pontua, no entanto, que a busca das pessoas por informações acerca do vírus e da situação da pandemia no Brasil e no mundo acabou colaborando para que o canal fosse mais assistido na fase de lançamento.

Para este ano, a CNN Brasil tem planos de ampliar o pilar de eventos, criado no final do ano passado. A meta, segundo o CEO, é realizar de 10 a 15 eventos corporativos ao longo do ano, tanto em formatos proprietários como outros, cocriados em parceria com marcas e empresas. Também está nos planos o lançamento de um serviço de streaming, que já havia sido anunciado pelo canal no ano passado. A pandemia, no entanto, fez a CNN Brasil revisar os planos com mais cautela. “No ano passado, tínhamos algumas ideias e, por motivos da pandemia, decidimos repensar o modelo para compreender a melhor forma de um canal de notícias se encaixar no segmento de streaming. Olhamos para os resultados dos investimentos em streaming de grupos jornalísticos dos Estados Unidos e da Europa para entender que modelo pode ser feito. Mas, neste ano, com certeza, lançaremos”, promete.

Para os próximos anos, Tavolaro reforça que a proposta do canal é seguir investindo na entrega de conteúdo multiplataforma e preservar a linha editorial que a emissora acredita ter conquistado. “Estamos, claro, esperando o cenário da economia voltar a aquecer, sobretudo pelo processo da vacinação, mas estamos bem otimistas em relação ao futuro. Nosso maior desafio é continuar mantendo a linha editorial independente, com credibilidade. Esse patrimônio está acima de qualquer balanço financeiro. Temos para 2022 o desafio das eleições presidenciais, que será nossa primeira no Brasil. Há muitos momentos importantes e a CNN Brasil estará presentes em todos eles”, finaliza.

Publicidade

Compartilhe