WhatsApp Pay começa a funcionar no Brasil

Buscar

Mídia

Publicidade

WhatsApp Pay começa a funcionar no Brasil

Funcionalidade permite transferência de dinheiro entre pessoas físicas por meio do aplicativo; serviço será habilitado de forma gradual


4 de maio de 2021 - 18h14

O WhatsApp anuncia que a partir desta terça-feira, 4, os usuários do aplicativo no Brasil poderão transferir dinheiro para outras pessoas por meio da plataforma, sem taxas e com a mesma facilidade que enviar uma foto. Segundo a companhia, o serviço de pagamentos será disponibilizado gradualmente nas próximas semanas em todo o País, e os pagamentos para empresas serão ativados no futuro, após aprovação. Em nota, Mark Zuckerberg, fundador e CEO do Facebook, empresa que é proprietária do WhatsApp, comenta que o Brasil é um dos primeiros países a receber a funcionalidade.

 

(crédito: divulgação)

Em junho de 2020, a plataforma tinha anunciado a função de transferência e pagamentos via aplicativo, com um sistema desenvolvido inicialmente com as bandeiras Visa e Mastercard, a Cielo como operadora e o Banco do Brasil, o Nubank e o Sicredi como parceiros iniciais. Porém, dias depois, a Superintendência-Geral do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) e o Banco Central suspenderam o acordo entre o WhatsApp e as instituições financeiras, afirmando que haveria dúvidas sobre a natureza do serviço e solicitando esclarecimentos sobre o modelo de negócios.

Esse embate com o Banco Central durou até 30 de março deste ano, quando a plataforma recebeu autorização para funcionar como um iniciador de pagamentos para transferências entre pessoas físicas. De acordo com o WhatsApp, a empresa segue trabalhando junto ao Banco Central para disponibilizar pagamentos para empresas.

Inicialmente, o serviço será habilitado para usuários do aplicativo com cartões de débito, pré-pago ou combo do Banco do Brasil, Banco Inter, Bradesco, Itaú, Mercado Pago, Next, Nubank, Sicredi e Woop Sicredi, com as bandeiras Visa e Mastercard. Operado pela Cielo, o modelo segue aberto para outras empresas interessadas em se tornarem parceiras.

Segundo Zuckerberg, para possibilitar que o usuário use as mesmas informações de pagamentos do WhatsApp também no Facebook e Instagram, há o Facebook Pay, um método simples e seguro. Segundo a companhia, as transferências e pagamentos são protegidos por várias camadas de segurança, como o PIN do Facebook Pay ou a biometria em dispositivos compatíveis.

Como funciona?

As transferências entre pessoas físicas podem ser feitas com cartões de débito, pré-pagos ou combo participantes, mas não com cartões de crédito. Para começar a usar a funcionalidade, os usuários precisam ter um número de telefone do Brasil, adicionar o cartão de um banco parceiro, escolher uma pessoa para enviar o dinheiro e clicar para adicionar a transação. O destinatário verá o pagamento direto na conversa com o remetente.

Alguns limites foram estabelecidos a respeito das quantias que podem ser enviadas por vez e da quantidade de transações que podem ser realizadas em um determinado período de tempo. As pessoas podem enviar até R$ 1 mil por transação e receber 20 transações por dia, com um limite de R$ 5 mil por mês (os bancos parceiros podem estabelecer um limite menor para transações).

O serviço será habilitado de forma gradual para usuários do WhatsApp no Brasil, e as pessoas com a função já ativada poderão convidar amigos e familiares em todo o país para utilizar os pagamentos no WhatsApp também. Uma conta habilita o serviço de outras automaticamente ao enviar uma transferência de qualquer valor. A partir daí, este contato já terá o serviço automaticamente habilitado. Os bancos parceiros também podem convidar seus clientes para se inscrever e usar os pagamentos no WhatsApp.

**Crédito da imagem no topo: reprodução

Publicidade

Compartilhe