O que atrai as marcas ao reality No Limite?

Buscar

Mídia

Publicidade

O que atrai as marcas ao reality No Limite?

Identificação com valores de força e superação e possibilidade de se conectar ao gênero que desperta atenção do público faz com que nova edição do reality da Globo entre no ar com boa aceitação comercial

Bárbara Sacchitiello
12 de maio de 2021 - 6h02

Participantes disputam a primeira prova da atração, gravada no litoral do Ceará (Crédito: Divulgação/TV Globo)

Na noite dessa terça-feira, 11, a Globo levou ao ar o primeiro episódio de No Limite, nova versão do programa que marcou a estreia do gênero em sua grade de programação, no ano 2000. Depois de algumas edições no início da década, o reality foi exibido pela última vez em 2009 e, neste ano, volta ao ar com a presença de 16 ex-participantes do reality de maior sucesso da Globo: o Big Brother Brasil.

Anunciada enquanto a 21ª edição do BBB estava no ar, a nova versão de No Limite conseguiu se aproveitar do interesse do público pelos realities e já tinha garantido, bem antes de sua estreia, a participação de sete anunciantes. No primeiro episódio do programa, exibido nessa terça-feira, foram apresentadas como patrocinadoras oficiais da atração a Skol, Claro, iFood, Unilever (Rexona), iti (Itapu) e Amazon. O TikTok é o patrocinador do top de 5 segundos. O reality-show conta, ainda, com as presenças de Hypera e Hoteis.com.

Logo na estreia, a Amazon teve um destaque ao patrocinar a prova de suprimentos, que garantia itens para a equipe vencedora. Na sequência, o iti também foi citado na atração ao oferecer uma quantia de R$ 2 mil para cada membro da equipe vencedora.

O No Limite, aliás, foi a janela escolhida pelo Itaú para apresentar seu banco digital ao público brasileiro. “Queremos dar um passo além e aproveitar a oportunidade para demonstrar para todo o Brasil os benefícios de usar o iti”, disse Guilhermo Bressane, diretor de marketing do Itaú Unibanco, em nota na qual a empresa explica sua participação do programa. Entre os atributos da marca destacados na atração estarão a facilidade para abertura de conta e o cartão de crédito sem anuidade. No primeiro episódio de No Limite, o apresentador André Marques informou que os clientes do iti já podem ter acesso à inscrição para a próxima edição do reality, em 2022.

Outra marca participante do programa, a Ambev decidiu investir no reality por entender a importância do gênero na vida dos brasileiros, de acordo com Helena Isaac, diretora de marketing de Skol, marca de cerveja que será exibida na atração. “O No Limite foi o primeiro grande reality do Brasil e, como a cerveja da leveza e da diversão, acreditamos que essa era uma oportunidade para levar entretenimento para o público e também um pouco de leveza e diversão aos participantes do programa”, comenta.

A diretora de marketing não detalha os tipos de inserções que a marca terá no reality, mas diz que a marca vai procurar estar no programa de forma divertida e que a interação também será trabalhada nas redes sociais. “Ao longo do programa, vamos ter uma série de conteúdos programados e responsivos para continuarmos na conversa, ações e experiências. Além disso, estamos preparando várias ações para serem publicadas durante a jornada do reality com a participação de influenciadores”, conta Helena. A primeira dessas ações já feita pela Skol contou com a participação do cantor e ex-participante do BBB 21, Projota.

Por identificar uma temática adequada para contextualizar a mensagem de proteção máxima, defendida pela marca, a marca Rexona, da Unilever, decidiu investir em No Limite. “Vamos incentivar os participantes a terem confiança para superarem seus limites e desafios que cada prova exige”, diz Andreza Graner, gerente de marketing de Rexona, em nota. Segundo a empresa, a marca também irá patrocinar provas que misturam resistência, tensão, força, habilidade e concentração.

A aceitação do mercado publicitário pelo reality-show fez a Globo abrir cotas extras de patrocínio para o projeto. Além dos pacotes principais, foram disponibilizadas três outras opções de participação no reality, que compreendem a inserção das marcas no reality e nas redes sociais. Os valores de cada uma das cotas de patrocínio variava de R$ 15 milhões a R$ 30 milhões.

Publicidade

Compartilhe