Facebook diz ter direcionado US$13 bilhões para esforços de segurança

Buscar
Background - Tail

Mídia

Publicidade

Facebook diz ter direcionado US$13 bilhões para esforços de segurança

Rede social afirma em seu blog que 40 mil pessoas, entre funcionários e profissionais externos, estão trabalhando nessas áreas


21 de setembro de 2021 - 15h55

Com informações do Advertising Age

O Facebook Inc. anunciou que gastou mais de US$ 13 bilhões em esforços de proteção e segurança desde a eleição de 2016 nos Estados Unidos e que, agora, tem 40 mil funcionários trabalhando nessas questões.

Os 40 mil trabalhadores de segurança e proteção incluem contratados externos que se concentram na moderação de conteúdo, disse um porta-voz da companhia. Em outubro de 2019, o Facebook anunciou que tinha mais de 35 mil funcionários de segurança e proteção.

As novas estatísticas – destinadas a demonstrar a seriedade com que a empresa leva as questões de segurança e proteção – foram publicadas na terça-feira, 21, em um blog depois que vieram à tona, na semana passada, no Wall Street Journal, histórias de que a companhia falhou em corrigir problemas de desinformação e disseminação de conteúdo impróprio. A reportagem gerou pedidos de investigação por parte de legisladores dos Estados Unidos.

Facebook tem mais de 40.000 pessoas trabalhando em sua segurança e privacidade (Crédito: Luca Sammarco/Pexels)

A postagem do blog abordou algumas dessas críticas sem citar as reportagens do jornal, especificamente. A empresa compartilhou que, embora historicamente tenha respondido aos problemas da plataforma, está tentando ser mais proativa, tendo funcionários de proteção e segurança integrados às equipes de produto durante o processo de desenvolvimento.

“No passado, não abordávamos os desafios de segurança e proteção com antecedência no processo de desenvolvimento de produto”, disse o Facebook em seu blog. “Mas mudamos fundamentalmente essa abordagem”, reforçou a companhia.

O Facebook também compartilhou novas estatísticas em torno de sua biblioteca de anúncios políticos globais, um arquivo onde as pessoas podem pesquisar anúncios políticos veiculados no Facebook ou no aplicativo de compartilhamento de fotos do Instagram. O Facebook disse que 3 milhões de pessoas usam a biblioteca de anúncios todos os meses e que a empresa rejeitou 3,5 milhões de envios de anúncios políticos ou sociais nos primeiros seis meses de 2021 por não fornecerem informações adequadas.

O Instagram, que foi o foco de uma reportagem na semana passada que revelou que uma pesquisa interna mostrou que a empresa reconhece que seu produto pode ser emocionalmente prejudicial para mulheres jovens, disse esta semana que está considerando o uso de ferramentas de nudges para fazer com que os usuários encontrem conteúdos mais saudáveis ou deem uma pausa a rolagem da timeline.

Publicidade

Compartilhe