Google unifica recomendações em novo guia de privacidade

Buscar
Publicidade

Mídia

Google unifica recomendações em novo guia de privacidade

Edição considera o fim dos cookies de terceiros e baseia novas práticas nos pilares de construção, mensuração e ativação


29 de junho de 2022 - 11h13

(Crédito: La1n-shutterstock)

Na última terça-feira, 28, o Google apresentou a nova edição do Guia de Privacidade para anunciantes. O documento tem como objetivo orientar marcas e agências para que se adaptem às transformações vigentes no longo prazo. Uma das novidades é que, pela primeira vez, o documento unifica as recomendações que vão de pequenos a grandes anunciantes.

Em 2020, a big tech anunciou a eliminação gradual dos cookies de terceiros no Chrome, com finalização prevista para o fim do ano que vem. O impacto deste e de demais  fatores, como a instauração da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) não só sobre a web, mas também no mobile, será moldada pelo Google em três passos: construir, mensurar e ativar.

A construção tem como base a confiança, uma vez que o público vem pedindo mais transparência e confiança no relacionamento entre marca e consumidor. Para isso, os players devem investir na criação de uma base de dados primários em interação não só no on-line, mas também em atividades off-line. O Google recomenda o desenvolvimento de anúncios mais personalizados para que a audiência se sinta confortável no compartilhamento de dados, investindo também na em recursos como o Gerenciador de Tags.

O novo guia indica para o fato de que as pessoas não querem ser rastreadas durante suas atividades dentro da web, e que, para suprir esse gap, agências e marcas devem utilizar dados proprietários a fim de ter uma visão mais detalhada acerca da conversão dos usuários. A necessidade de mensuração precisa e acionável também faz com que as empresas tracem estratégias a fim de obter mais insights fazendo o uso de dados proprietários, segundo o Google, uma vez que as pessoas interagem com produtos de serviços em diversos canais e pontos de contato.

Já a ativação, que marca a etapa final de ações para que o público seja, de fato, atingido pelas estratégias das companhias na prática. Nessa fase, o guia indica caminhos para a ativação na prática dos recursos de automação das plataformas de publicidade do Google que melhoram os resultados de campanhas. A big tech recomenda que, tanto a etapa de mensuração quanto a de ativação podem ser executadas com tecnologias de alta precisão.

Publicidade

Compartilhe

Veja também