Para BzzAgent, todos somos influenciadores

Buscar

Últimas notícias

Publicidade

Para BzzAgent, todos somos influenciadores

Agência abre operação no Brasil e apresenta modelo de envio de produtos para que as pessoas postem conteúdo de forma espontânea

Bárbara Sacchitiello
19 de julho de 2016 - 16h14

Luc-Osborne

Luc Osborne: “O marketing boca-a-boca é muito forte no Brasil” (Crédito: Divulgação)

Criado antes mesmo do próprio conceito de marketing, o famoso boca a boca pode até parecer um método ultrapassado diante de tantas ferramentas e inovações que auxiliam as marcas a oferecer produtos e serviços para o público. A companhia multinacional Dunnhumby, no entanto, acredita que a recomendação ainda é o meio mais eficiente de atrair novos consumidores e, por isso, escolheu o Brasil para lançar mais uma operação da BzzAgent, uma das agências de seu grupo.

Apresentada como uma agência de brand advocacy, a operação nasceu nos Estados Unidos, extraindo do boca a boca seu principal princípio de atuação: fazer com que pessoas recomendem a amigos e conhecidos produtos e serviços que utilizaram e, com isso, endossem aquela marca, fornecendo mais credibilidade para os potenciais clientes.

O ambiente e a forma como essas recomendações acontecem, no entanto, em nada lembram os hábitos antigos. Para viabilizar essa ideia, a empresa apostou em uma das mais atuais estratégias de comunicação: o uso de influenciadores. “A ideia da BzzAgent é fazer com que essas pessoas postem opiniões espontâneas sobre as marcas. A agência oferece uma network de influenciadores altamente participativos que podem ser segmentados para garantir que as marcas se conectem com os consumidores certos”, explica Luc Osborne, head de mídia da Dunnhumby na América Latina.

Em vez de se estruturar como mais uma das agências do segmento — que ganham cada vez mais espaço no País auxiliando as marcas a encontrarem as personalidades ideais para protagonizar suas campanhas e ativações nas redes sociais —, a BzzAgent seguiu um caminho diferente. No lugar de cantores, atores, atrizes e outras personalidades famosas, a agência considera que qualquer pessoa comum pode ser influenciador e ajudar as marcas a ampliarem suas vendas e faturamento. E, em vez de cachê, essas pessoas receberão, gratuitamente, produtos e serviços para experimentar.

“As pessoas que se interessam pela proposta da BzzAgent devem preencher um cadastro para fazer parte de nosso time. Em seguida, analisamos os perfis e encaminhamos um e-mail convidando-as para fazerem partes de ações e campanhas que tenham a ver com seu estilo. Se aceitarem, elas começarão a receber, pelo Correio, produtos gratuitos para testar e postar suas opiniões sobre eles, de forma totalmente espontânea”, garante Luc. Segundo o executivo, essas pessoas não são induzidas a postar nada favorável às marcas. “A ideia da agência é trabalhar com a espontaneidade. Em cada campanha, os anunciantes podem pedir, por exemplo, que as pessoas postem uma selfie com o produto, mas não determinarão o que aquele influenciador irá escrever. Todo esse conteúdo postado é analisado pela própria BzzAgent e passa a ser de propriedade da marca, que pode trabalhá-lo por meio de conversas em várias plataformas, como Facebook, Twitter e Instagram”, exemplifica.

Com mais de um milhão de usuários cadastrados voluntariamente nos países em que opera — Estados Unidos, Canadá e Reino Unido —, a BzzAgent tem como meta conquistar uma base de 50 mil agentes no Brasil em seu primeiro ano de operação. “O boca a boca é algo inerente à cultura do País. Os brasileiros confiam em recomendações de amigos e familiares, seja online, seja offline, mais do que em qualquer outro tipo de mídia. O Brasil foi um importante passo na nossa estratégia de expansão global devido ao nosso foco em ‘everyday influencers’”, conta Luc.

Publicidade

Compartilhe

Comente