Live Nation adquire participação no Rock in Rio

Buscar

Últimas notícias

Publicidade

Live Nation adquire participação no Rock in Rio

Roberto Medina e equipe mantêm parte societária e continuam à frente dos negócios, administrando inclusive todos os aspectos da produção do evento

Teresa Levin
2 de maio de 2018 - 15h39

Última edição do Rock in Rio no Brasil aconteceu em 2017 (Crédito: Divulgação)

A Live Nation Entertainment, empresa de entretenimento ao vivo, está ampliando sua atuação na América Latina com a aquisição da participação que era da SFX Entertainment no Rock in Rio. O empresário Roberto Medina e sua equipe mantém sua parte societária e continuam à frente dos negócios, administrando inclusive todos os aspectos da produção do evento. A SFX tinha pago R$ 150 milhões por 50% da holding que controla o Rock in Rio em 2014, sendo que o negócio havia sido anunciado em novembro de 2013. Além da Live Nation, a IMM continua como uma das sócias do festival. Em 2017, o Rock in Rio foi o segundo maior festival em bilheteria em todo o mundo e o maior festival de música da América do Sul, assistido ao vivo por mais de 700 mil pessoas de 62 países diferentes. A próxima edição do evento no Brasil acontecerá em 2019.

“Estamos muito satisfeitos por reunir o maior festival de música do mundo com a maior empresa de entretenimento do planeta”, disse o fundador e presidente do Rock in Rio, Roberto Medina, em um comunicado. Para ele, a parceria irá gerar várias sinergias, que possibilitarão a concretização de ambições ainda maiores do Rock in Rio. “Somos duas empresas com visão global unificada e capacidade de realizar grandes sonhos”, falou no mesmo texto. Michael Rapino, presidente e presidente-executivo da Live Nation Entertainment, acrescentou que o Rock in Rio estabeleceu o padrão para festivais na América do Sul. “Roberto e sua equipe fizeram o Rock in Rio crescer a ponto de se tornar um verdadeiro evento global e um proeminente festival no mercado emergente de eventos ao vivo na América do Sul”, falou.

Com eventos bienais no Rio de Janeiro e em Lisboa, o Rock in Rio começou em 1985 e desde então já contou com 18 edições que reuniram mais de 1700 artistas e nove milhões de espectadores. Nas redes sociais, ele é seguido por mais de 11 milhões de pessoas. Já a Live Nation está à frente de mais de cem festivais ao redor do mundo. Enxergando uma demanda por festivais na região, ela expandiu recentemente sua parceria com C3 Presents, a franquia Lollapalooza pelo Brasil, Chile e Argentina. Ela é constituída pelas empresas Ticketmaster, Live Nation Concerts e Live Nation Sponsorship.

 

Publicidade

Compartilhe

Comente